Publicidade
Esportes
Craque

Clubes estudam realizar Campeonato Amazonense no segundo semestre de 2016

Associação dos Clubes Profissionais aponta três motivos para não realizar o Estadual nos primeiros meses do ano: 'Inverno Amazônico', busca por patrocinadores e estádios disponibilizados para os Olimpíadas 04/09/2015 às 20:24
Show 1
Dirigentes se reuniram novamente em um hotel para discutir o "novo" Estadual
Anderson Silva Manaus (AM)

O ano de 2016 promete ser de reviravolta no futebol local, ao menos no que diz respeito ao calendário do futebol Baré.

Ainda em estudo, a Associação dos Clubes Profissionais do Estado do Amazonas (Acpea) pretende transferir o Campeonato Amazonense do primeiro para o segundo semestre por conta de três fatores: chuvas, apoio financeiro aos clubes e as Olimpíadas.

De acordo com o presidente da Acpea, Claudio Nobre, os 15 clubes que até o momento garantem disputar a competição são a favor do “novo” Estadual.

“Tem a questão das chuvas no primeiro semestre, o sofrimento para conseguir patrocínio e recursos no início do ano, e ainda teremos os estádios que vão ser entregues para as Olimpíadas. A ideia dos 15 clubes é tirar a competição do início do ano para o segundo semestre por conta destes fatores”, explicou  Nobre.

O dirigente garante que os times querem o início do certame no final  de agosto. “Pretendemos colocar o início (do torneio) no fim do inverno amazônico. Aí não terá mais chuvas e teremos os estádios. Como temos 15 clubes e não 10, como foi neste ano, pretendemos ter três meses de disputa”, afirmou.

Segundo a assessoria de imprensa do Comitê Organizador do Torneio de Futebol Olímpico Manaus 2016, o Comitê Olímpico pede que os estádio sejam entregues no dia 1° de julho.

“Conversei com o Aly Almeida (presidente da Fundação Vila Olímpica (FVO) - responsável pelos estádios) e o que ele me passou é que pretende parar as atividades no estádio três meses antes das Olimpíadas”.

CBF não implica

Para Nobre, apesar de a  Confederação Brasileira de Futebol (CBF) orientar a realização dos os estaduais  no primeiro semestre,  não deverá ocorrer maiores problemas. “O calendário não obriga as federações a fazer a competição na data sugerida. Se fosse assim não teríamos o campeonato amapaense no segundo semestre”, lembrou.

Arena

O futebol amazonense também vai contar com uma “nova casa” no Barezão. O estádio Oswaldão, lozalizado na Zona Norte de Manaus, deve abrigar os jogos da competição, além da Colina e o Zamith. A Arena da Amazônia novamente deve ser utilizada apenas no final da competição.

“Vamos usar tudo o que for possível usar. A Arena da Amazônia fica inviável por causa do custo. Na minha ótica, a Arena é muito mais cara para o Governo  parada. Fechada gera um ônus muito maior para a população. Poderíamos ter alguns jogos, os clássicos, por exemplo, na Arena”, opinou.

Publicidade
Publicidade