Publicidade
Esportes
Craque

Clubes vão propor a FAF campeonato com cinco meses e final na Arena da Amazônia

Caso aceito pela Federação Amazonense de Futebol (FAF), o Estadual 2015 terá jogos em turno único em ida e volta, com semifinais com quatros equipes e finalíssima na Arena. No segundo semestre ocorreá a Copa Amazônia 03/12/2014 às 19:44
Show 1
Dirigentes planejam a temporada 2015
Anderson Silva Manaus

Os clubes filiados a Associação dos Clubes Profissionais do Estado do Amazonas (Acpea) estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira (03), na sede do Nacional, no bairro de Adrianópolis, na Zona Centro-Sul de Manaus, para os debates finais sobre a proposta do Campeonato Amazonense 2015. Na reunião, São Raimundo, Nacional Borbense, Manaus F.C, Nacional, Penarol, Fast e Rio Negro estiveram presentes e optaram por um campeonato com duração de cinco meses e com a final na Arena da Amazônia.

Mais extenso que os outros campeonatos já realizados, os clubes vão apresentar a proposta à Federação Amazonense de Futebol (FAF), na tarde desta quinta-feira (04), com a fórmula de disputa em três fases.

A primeira: classificatória em turno único, todos os 10 clubes jogando entre si, com disputas em ida e volta.

Segunda fase: semifinais. As quatro melhores equipes se enfrentam no cruzamento olímpico, mata-mata, sendo o primeiro colocado enfrentando o quarto e o segundo colocado disputando com o terceiro colocado. A equipe com o melhor desempenho no campeonato (por pontos) terá a vantagem do empate.

Terceira fase: Finais. Disputado em dois jogos. O primeiro jogo será realizado com o mando da melhor equipe da competição, e o segundo jogo da final será realizada, obrigatoriamente, na Arena da Amazônia. O campeão garante vaga na Série D do Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Verde de 2016.

A competição tem previsão para ter início no dia 21 de fevereiro e encerramento 20 de junho.


Nova competição

Para alongar o calendário do futebol no Amazonas, os clubes também vão propor a criação da Copa Amazônia, competição que vai reunir todos os clubes que não conquistaram o título de campeão amazonense 2015 e mais os rebaixados em 2014 - Sul América e Holanda.

As equipes do CDC Nova Olinda, Cliper/Tefé e Tarumã serão convidados a participarem da disputa. O campeão do torneio conquistará a segunda vaga para a Copa Verde 2016. Os dois melhores colocados, que não disputaram a Série A 2015, terão o acesso garantido para a disputa.

A tesoureira da Associação dos Clubes e presidente do Penarol, Patrícia Serudo, acredita na formalização e mudança do futebol amazonense.
“Essa é a proposta da associação que vai ser passada para o conselho arbitral da FAF e vai ser votado por todos os clubes. Somente o Princesa e Iranduba não são filiados a associação. Não acredito que algum filiado mude o seu voto, mas pode acontecer”, disse.

O diretor de futebol do Nacional Borbense, Mário Ivan, justificou um campeonato mais extenso como forma de garantir um calendário ‘cheio’.

“Sempre falamos que os clubes do Amazonas só disputavam uma competição no primeiro semestre. Agora teremos duas competições. Os clubes que não quiserem investir podem jogar com as categorias de base, ou mesmo fazer um time mais em conta. Mas está em disputa à segunda vaga na Copa Verde”, lembrou.  

Publicidade
Publicidade