Publicidade
Esportes
Por conta e risco

Polêmica marca início da parceria entre Rio Negro e Excellence Football

Diretor-presidente da empresa que assumiu o departamento de futebol do Galo é citado em processos trabalhistas na Justiça. Presidente do clube ratifica parceria em ousado projeto para o Barezão 2016 21/07/2016 às 17:41
Show 669189
Presidente Thales Verçosa ratificou parceria de dois anos com a Excellence Football. (Foto: Arquivo/AC)
Denir Simplício Manaus (AM)

Pouco menos de uma semana depois de anunciar Dodô como técnico em projeto ousado para alavancar o futebol no clube, o Rio Negro já se depara com uma polêmica. O diretor-presidente da parceira Excellence Football, Henrique da Costa Barbosa, responde processos na Justiça trabalhista. O CRAQUE procurou o mandatário do Galo da Praça da Saudade para saber a opinião da presidência do clube em relação ao gestor do futebol rionegrino.

"Estou acompanhando essas conversas e até que nos provem o contrário, vamos manter a parceria. Temos um contrato registrado em cartório e o Rio Negro vai cumprir a parte dele. O Rio Negro entrou com a parte de infraestrutura e a empresa está responsável pelo futebol, vai comandar os treinos e ficará responsável por toda a parte de contratação de jogadores”, pontuou Thales Verçosa.

Henrique Barbosa, que pede para ser chamado de Henrique Sorocaba, é de Tatuí, cidade do interior de São Paulo e comandará o futebol do time Barriga Preta pelos próximos dois anos. Mesmo citado em imbróglio trabalhista, o presidente do Rio Negro confirmou o acordo e disse que manterá a parceria. “Como todo acordo que se preze, o contrato foi registrado em cartório e tem duração de dois anos. Sabemos que no futebol tem muita fofoca, muito disse me disse, mas estamos fazendo alguma coisa, precisamos fazer algo pelo futebol do Rio Negro. O clube foi fundado por causa do futebol, não foi? Então vamos fazer futebol”, disse.

Quanto às denúncias sobre o novo parceiro do Galo, Thales Verçosa pontuou que o negócio foi fechado com uma empresa e não apenas com um indivíduo. “Não fechamos acordo com uma pessoa, acertamos a parceria com uma empresa, que inclusive nos foi indicada por pessoas ligadas ao futebol aqui em Manaus. Então vamos confiar. Se não der certo, paciência, cada qual segue seu rumo”, concluiu.

 

Publicidade
Publicidade