Publicidade
Esportes
BAREZÃO 2017

Com vantagem, Manaus pega Fast às 17h desta quinta em busca de 1ª final

O Manaus tenta manter a vantagem do primeiro jogo para chegar à sua primeira final, mas se depender do Rolo Compressor, a artilharia será pesada para cima de Jonathan. 01/06/2017 às 05:00 - Atualizado em 01/06/2017 às 12:50
Show zcr0801 01f
(Foto: Antônio Lima)
Camila Leonel Manaus (AM)

Fast e Manaus jogam às 17h desta quinta-feira (1°) na Arena da Amazônia. O Gavião do Norte debuta na segunda fase do campeonato, mas construiu uma boa vantagem para o jogo da volta. Apesar de pregar que irá manter o ritmo do primeiro jogo, o time sabe que não tomar gols é importante para não colocar a vantagem a perder. E um dos responsáveis por esse setor é o arqueiro Jonathan.

O Manaus venceu a primeira partida por 2 a 0 e um simples empate classifica o Gavião do Norte. Para o Fast Clube, vencer é obrigação, por isso o arqueiro espera por um adversário ofensivo, mas assegura que o Manaus está focado. “Eu, como o restante do grupo, estamos encarando essa partida como uma final, assim como fizemos na partida passada. Sabemos da qualidade da equipe adversária e vamos entrar em campo focados e botar em prática tudo o que trabalhamos durante a semana para não sermos surpreendidos”, declarou.

Além da final, uma classificação significa calendário para o próximo ano, já que os finalistas têm vaga garantida na Série D do Brasileiro e na Copa do Brasil. Mas para o Manaus, uma classificação tem um gostinho a mais para os jogadores: o de fazer história. “Nós temos a possibilidade de fazer história e estou encarando essa possível final como momento único de entrar para a história de um clube novo”, disse o jogador que completou 25 anos ontem e espera ganhar o presente na Arena da Amazônia. “Uma classificação seria o melhor presente que eu poderia ganhar nesse ano”.

Acreditar!

O atual campeão amazonense tenta chegar à segunda final seguida em busca do bi, mas além do Manaus, terá que lidar com a desvantagem de ter levado dois gols no primeiro jogo.

Para tentar reverter a situação, o técnico do Fast, DonMarques Mendonça, tem investido muito na parte psicológica dos seus jogadores. Ele salienta que além do trabalho forte nos treinamentos, muito da preparação incluiu a conversa. “Sabemos que é um jogo difícil. A vantagem é grande, mas acredito muito no plantel. Tiramos um pouco da responsabilidade deles, aquela pressão e disse para jogar o jogo. Ganhar o jogo. Nada é impossível é só acreditar neles mesmos”, disse o treinador que usou a suada vitória contra o São Raimundo do Pará como motivação para reverter a situação no Campeonato Amazonense.

Donmarques não revelou o time que entrará em campo, mas adiantou que não haverá mudanças. O principal desfalque será a ausência de Thiago Brandão, expulso no primeiro jogo.

“O time já se conhece e não vai ter novidades. Vamos analisar e levar o time que vem jogando”, concluiu.

Publicidade
Publicidade