Domingo, 19 de Maio de 2019
Craque

Com amazonense, seleção de pólo aquático empata na estréia do Pan-Americano: 7 a 7

A equipe nacional tem a atacante amazonense Lucianne Barroncas, que compete pela equipe do Pinheiros (SP). A partida teve um componente histórico: o Brasil também estreou na modalidade em Pan-Americanos



1.jpg
A amazonense integra a equipe que disputa o Pan-Americano
07/07/2015 às 14:27

Após estar na frente do placar em boa parte do jogo, a seleção brasileira feminina de pólo aquático empatou com o Canadá na estreia das equipes nos Jogos Pan-Americanos. A equipe nacional tem a atacante amazonense Lucianne Barroncas, que compete pela equipe do Pinheiros (SP). A partida teve um componente histórico: o Brasil também estreou na modalidade em Pan-Americanos.

As seleções estão no mesmo grupo – o B - que tem também Venezuela e Porto Rico, que empataram em 11 a 11 nesta terça e embolaram a sua chave.

As meninas do Brasil voltam à piscina na próxima quinta-feira, para enfrentar a Venezuela.

 O grupo A tem Estados Unidos, México, Cuba e Argentina. As duas primeiras equipes de cada chave se classificam para a próxima fase da modalidade.

Curiosamente, a equipe brasileira é comandada por um canadense: o técnico Pat Oaten.

No último Pan, em 2011, o Brasil conquistou a medalha de bronze. Em Toronto, os Estados Unidos são os grandes favoritos ao ouro, com brasileiras e canadenses surgindo como medalhistas.

Lucianne Barroncas comentou que a equipe estava com foco total na vitória na estréia. "Estávamos muito motivadas a ganhar esse jogo. Mas foi por pouco e acho que merecíamos a vitória", declarou a atleta.

A amazonense frisou a necessidade da equipe jogar como nesta terça-feira: com seriedade e dedicação. "Agora é jogar com seriedade os outros jogos pra sair em primeiro da chave. O que vai contar agora vai ser o saldo de gols", alerta a atacante da seleção de pólo aquático feminino.

Outras provas

Quem também entra em ação antes da abertura oficial do Pan, no “The CIBC Pan Am / Parapan Am Aquatics Centre and Field House”, mesmo local da disputa de saltos ornamentais e natação, é o nado sincronizado. Na próxima quinta-feira, dia 9, acontecem as rotinas (coreografias) técnicas, tanto em dueto como em equipe, e dois dias depois as rotinas livres. As notas das duas rotinas são somadas para se chegar à classificação final.

Os saltos ornamentais serão disputados de 10 a 13 deste mês. No último dia haverá somente saltos sincronizados.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.