Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
REPRESENTATIVIDADE

Com carreira no futsal, árbitra local fala sobre estreia no futebol de campo

Em partida que teve trio de arbitragem feminino, Íris Natália apitou jogo de abertura do Torneio Início, que antecede o Campeonato Amazonense Feminino



fb9f2793-8ca9-4470-bee9-11d6162ef87e_04E71D34-8B7C-42FB-B916-C99DF20CF3E1.jpg Foto: Sandro Pereira
04/10/2019 às 18:11

Íris Natália Mendonça Barros, de 30 anos, foi a árbitra de Clipper 0x4 3B, jogo de abertura do Torneio Início. A competição antecede o Campeonato Amazonense Feminino e serve como apresentação dos clubes e atletas para  o público presente, com todos os jogos do torneio sendo feitos no mesmo dia.

Para cada uma das 6 partidas realizadas, foram formados trios de arbitragem diferentes. Entre os 21 árbitros e assistentes, 9 eram mulheres. Auxiliada pelas assistentes Noélia Chaves da Paixão e Isabela Botelho da Silva, Íris possibilitou a formação de um trio de arbitragem local, 100% feminino, em um jogo da Federação Amazonense de Futebol, que teve o 3B como campeão no último domingo, no estádio da Colina.



Íris contou toda sua trajetória até alcançar a posição de árbitra principal em um jogo da FAF. Ela também faz parte dos quadros de arbitragem da Federação Amazonense de Futebol de Salão (Fafs) e da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (Cbfs). 

“O que me levou a ser árbitra foi que, quando eu era atleta, percebia um descaso  com o futsal feminino e muito mais com o futsal universitário. A arbitragem tratava como subclasse, deixando de aplicar regras óbvias. Assim,  resolvi fazer o curso pra tentar apoiar o futsal e dar mais ênfase no âmbito feminino e universitário”, conta Íris, que transformou motivação em trabalho.

“A inspiração foi a vivência mesmo, pois nunca tive qualquer incentivo por parte de familiares ou parentes que fossem ligados a arbitragem. Costumo dizer que a vida me fez árbitra, pois na época, única mulher arbitrando era a Ângela Nunes (futsal), que sempre admirei. A coisa foi evoluindo, consegui passar no teste da CBFS e fazer parte do quadro Nacional, por onde apitei finais da Taça Brasil Sub-20 e Copa do Brasil, amistoso da Seleção Brasileira contra o Iranduba aqui em Manaus, além de várias finais de torneios locais”.

Início fora das quadras

“Tive muitas participações extra-FAF graças ao Presidente da Asaf, Weden Cardoso, meu mentor e que me deu a oportunidade de trabalhar no interior do Amazonas. Ainda atuei nos campeonatos de bairro, onde sempre fui bem recebida pela comunidade e tive o respeito do naipe masculino. Sem falar das inúmeras participações na Copa dos Rios, onde atuei nos clássicos das cidades ribeirinhas. Mas o principal, mesmo não sendo campeonato, foi o amistoso do Amigos do José Aldo x Amigos do Zico, onde atuei como assistente e pude atuar com ídolos como Denílson e o próprio Zico”, relata a árbitra, que além de todas as credenciais já citadas, cursa faculdade de Direito.


Foto: Divulgação

"A grande dificuldade é conciliar as aulas com os treinamentos dentro da escola de arbitragem da FAF, a Ceaf. Mas com a ajuda do professor Vladimir (presidente da Ceaf) e do professor Nonato (vice-presidente da Ceaf), a meta agora é focar no futebol e aprimorar as técnicas, que é muito diferente do futsal. Espero um dia, quem sabe, representar o Amazonas como árbitra em todo o Brasil, quiçá no mundo".

Representatividade

— É inevitável a crescente adesão das mulheres no âmbito esportivo, principalmente no futebol. Aqui mesmo no Amazonas tivemos a atuação da árbitra Edina na final da série D (entre Manaus e Brusque) e isso é um marco. Estrear em casa, com o futebol feminino e com a equipe de arbitragem composta em sua maioria por mulheres é fantástico. É só um começo de uma nova história da arbitragem no futebol amazonense, onde já se tem árbitras assistentes na série C e B, como é o caso da Elivane, da Anne e da Eliane no Campeonato Brasileiro. Falta ainda uma representante central.

Texto: Deyvid Jhonatan

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.