Publicidade
Esportes
JUDÔ

Com cinco amazonenses, disputa no Troféu Brasil de Judô começa dia 16 em Canoas (RS)

Judocas consideram a competição muito forte e fundamental para quem almeja chegar à Seleção brasileira da modalidade 14/08/2018 às 19:58
Show whatsapp image 2018 08 14 at 17.55.54 18db19bf 37d0 4cac a3ee 353379b84f5a
Fotos: Divulgação
Jéssica Santos Manaus (AM)

O Troféu Brasil de Judô, uma das competições mais fortes do país, vai acontecer em Canoas (RS), entre os dias 16 a 19 de agosto, e contará com a presença de cinco amazonenses nas disputas: Adriano Silva, Osmar dos Santos, Rayfan Barbosa, Carollyne Hernandez e Maria Taba. No total, 425 atletas participarão da competição, entre eles nomes conhecidos no Brasil, como Rafaela Silva, Érika Miranda, Ketleyn Quadros, Rafael Silva, David Moura, Leandro Guilheiro e outros. O Troféu Brasil é uma das etapas que distribui pontos no Ranking Nacional da Confederação Brasileira de Judô e será fundamental para os judocas que buscam classificação para o Campeonato Brasileiro Sênior deste ano e para a Seletiva Nacional. O campeão levará 145 pontos.

Rayfan e Carolynne são os representantes da Associação Barbosa no Troféu Brasil. Eles têm o apoio do Banco da Amazônia e da Fieam.

Adriano Silva (Acopajam – AM) é o 4º lugar do ranking da categoria Sênior Ligeiro (-60kg), representa o Estado do Amazonas, mas treina há dois anos no Minas Tênis Clube (MG), e afirma que sua preparação é intensa. “A estrutura do clube é imensa e aqui fazemos cerca de três, quatro horas de treino por dia, com preparação física, técnica e tática”, destaca ele. Adriano conta que já conquistou várias medalhas, mas nunca uma medalha do Troféu Brasil.

“Tenho cinco medalhas de Brasileiro Sênior, mas sempre busquei uma medalha nessa competição, que é uma das mais fortes do Brasil. Somente na minha categoria, tem 48 inscritos”, destaca. Apesar disso, ele confia que vai se sair muito bem. “Já participei de muitas edições e sempre foi uma competição muito forte e, assim mesmo, acredito na equipe e no treinamento que foi realizado, e, com certeza, com esse trabalho duro que fizemos, vai vir um resultado positivo”, disse.

A amazonense Maria Taba hoje representa o clube onde Adriano também treina, o Minas Tênis Clube, e conta que o foco dos atletas é essa competição, para a qual dedicam os treinamentos diários. “Nesses últimos dois meses, nós temos nos preparado visando o Troféu Brasil, os treinos tem sido bem fortes, de segunda a sábado. E depois do Troféu tem outras competições, o Brasileiro Sênior e também a Seletiva Nacional”. É a primeira vez que Maria vai participar do Troféu Brasil. “Eu espero ir bem. Vou dar meu máximo, quero fazer boas lutas e subir no pódio”, afirma.

Importantes judocas do Estado ficam de fora 

Os judocas da Associação Barbosa de Lutas, Rafaela e Rafael Barbosa, e ainda Marcelo Campbell, da academia Fort Judô, também iam para o Troféu Brasil, mas não conseguiram por falta de apoio. Por ser período eleitoral, os atletas não conseguiram as passagens, já que as Secretarias ficam proibidas de concedê-las. Os atletas costumam se destacar em competições nacionais e internacionais. Rafaela e Marcelo conquistaram, inclusive, medalhas no US Open, em julho.

Publicidade
Publicidade