Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Craque

Com dois gols em duas partidas na Série D, Junior Paraíba pode se isolar na artilharia do Naça

Leão da Vila enfrenta o Rio Branco-AC, nesta tarde, na capital do Acre. Partida é uma oportunidade para o atacante marcar mais gols



1.jpg Juior Paraíba entrou como titular na reta final do Barezão e não saiu mais
24/07/2015 às 21:34

A terceira partida do Nacional na Série D do Brasileiro contará com o multifuncional Junior Paraíba, que atua como volante, meia, e mais recentemente atacante, em boa fase e empolgado para ajudar o Leão amazonense a conquistar a tão esperada e sonhada vaga para a Série C.

O confronto contra o Rio Branco hoje, às 18h, na Arena da Floresta, capital acreana, poderá deixar o jogador como artilheiro do time isolado, já que nas últimas duas partidas do Brasileiro ele estufou as redes do adversário; um tento em cada partida.



O que poucos sabem é que o jogador de 27 anos possui um acesso em 2012, quando ascendeu à terceira divisão com o CRAC de Catalão-GO. A experiência conta pontos a favor para que o Naça também ocupe um “lugar ao sol”.

“Essa é a minha segunda disputa em uma Série D e em 2012 conquistei o acesso perdendo pro Sampaio Correia. Fui um dos 10 melhores do campeonato e marquei uns quatro gols. Estou feliz por essa fase no Nacional”, disse o jogador que desde as finais do Campeonato Amazonense passou a ser figura presente entre os titulares.

Junior afirma que só não “apareceu” mais por conta das dores musculares que lhe atrapalharam no Estadual.

“A lesão foi num músculo do chute, então é mais difícil. Mas hoje estou 100% e tenho mostrado isso nos jogos”, afirmou o jogador, destacando a humildade do grupo.

“Temos um grupo com o potencial muito grande e temos tudo pra subir de divisão. Temos que manter humildade, pés no chão e trabalhar, trabalhar, que só assim vamos chegar onde queremos. Sei que Deus tem o melhor”, frisou.

Novidades


Para que os gols aconteçam, Paraíba poderá contar com o apoio do veloz Romarinho, que deverá entrar de meia no lugar do lesionado Charles.

“Entrou o Romarinho na esquerda, fez gol no treino. São tentativas e planos dentro da opção tática de jogo”, analisou Lana, que destacou a importância de Paraíba. “É um jogador importante. É tão importante quanto os outros”, disse o treinador, que poderá mais uma vez entrar com o volante Lusmar no meio de campo.

Um informante bem conhecido


Para o Rio Branco a partida de hoje ganha uma importância maior. O Estrelão Acreano não venceu na competição. Logo na estreia caiu para o Remo no Pará. Para esta partida, o técnico Nei Gaúcho não pensa nem em empatar. Durante a semana, o treinado ensaiou a equipe com dois zagueiros. Deixando de utilizar três no primeiro jogo.

Gaúcho também conta com o apoio de um “cagueta”. Charles Chenko, artilheiro do Campeonato Amazonense com o Fast, é o responsável por orientar o treinador.

“Conheço bastante a base do time que vai vir jogar e alguns reforços. Tudo que podia passar para o treinador já passei. Isso pode ajudar bastante”, comentou, o atacante que também lembrou que o time precisa ter cautela contra o campeão Amazonense.

“Sabemos que não podemos dar brecha para os três homens de criação do Nacional. Nosso time vai ter que ser bem compactado”.

Gosto especial

O ex-atacante do Nacional e campeão amazonense em 2012 com o clube, não esconde um gosto especial de enfrentar a ex-equipe, agora pelo Brasileiro.

“Jogar contra o Nacional tem sempre um gostinho a mais, sabemos da grandeza da equipe e dos jogadores que eles têm. Sabemos que temos que ganhar para eles não abrirem sete pontos”, alertou o jogador, que ao longo da semana esteve treinando sempre entre os titulares do Estrelão.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.