Publicidade
Esportes
BAREZÃO

Com final dramático, Princesa vence o Rio Negro e avança para a final do Barezão

Partida com expulsão, pênalti e apenas um gol marcou a passagem do Tubarão do Norte para a final do segundo turno do Campeonato Amazonense 31/03/2018 às 17:56 - Atualizado em 31/03/2018 às 17:58
Show 1
Foto: Evandro Seixas
Valter Cardoso Manaus (AM)

No primeiro confronto da semifinal do segundo turno do Campeonato Amazonense de Futebol, o Princesa do Solimões bateu o Rio Negro em uma partida emocionante. Com apenas um gol de Kelve, o time de Manacapuru se classificou e disputa o título que garante vaga em torneios nacionais do ano que vem.

Jogando no estádio Gilbertão, em Manacapuru, o Tubarão do Norte se impôs e jogou melhor durante toda a partida, mas marcou apenas uma vez. O resultado marcou também a revanche do Princesa, que havia sido eliminado no primeiro jogo pelo mesmo Rio Negro.

A partida

A primeira grande chance da partida foi dos donos da casa. Aos nove minutos, Cleber recebeu grande lançamento em velocidade, venceu a zaga do Rio Negro, mas na tentativa de tocar na saída do goleiro colocou a bola para fora. Aos 13, o Tubarão voltou a assustar. Mais uma vez após jogada de velocidade, a bola sobrou dentro da área, mas ninguém conseguiu finalizar.

Com 26 minutos, o Galo da Praça da Saudade assustou. Em cobrança de falta, Wagner Diniz colocou o goleiro Darlan para trabalhar, pela primeira vez. O lance animou os visitantes, que passaram a ter maior presença no campo ofensivo.

Ainda assim, o Princesa conseguiu retomar as rédeas da partida e voltou a  criar uma grande oportunidade aos 36. Após jogada de Alberto, Randerson recebeu bola dentro da pequena área, mas durou e desperdiçou a chance de abrir o placar.

Segundo tempo

Se no primeiro tempo a bola não entrou, no segundo o Princesa precisou de apenas dez minutos para mudar o cenário. Negrete fez boa jogada pela esquerda, bateu cruzado e, após o rebote, Kelve completou para o fundo do gol e deixou o time da casa em vantagem.

O placar poderia ter ficado ainda maior sete minutos depois, mas Cleber desperdiçou um belo contra-ataque, onde perdeu o domínio da bola. Logo em seguida, outra chance clara para o Princesa. Negrete recebeu livre, driblou o goleiro e chutou no gol, mas o zagueiro Leandro Mendes apareceu praticamente em cima da linha para salvar o Rio Negro.

O ritmo da partida caiu, o Princesa passou a segurar o resultado. Ainda assim, o Galo quase empatou aos 38, em cobrança de falta. A partir daí, o jogo ganhou em emoção e entrou em um ritmo alucinante, com chances claras para os dois lados. O Rio Negro teve a chance de ouro 45, quando teve um pênalti marcado, mas Uander bateu mal e Darlan defendeu a cobrança.

Logo depois, o Princesa do Solimões chegou a ter um pênalti marcado a seu favor, mas a arbitragem voltou atrás e a partida seguiu. O lance ainda resultou na expulsão de um zagueiro do Rio Negro e acabou com vantagem mínima para o time de Manacapuru, que avança na competição.

Publicidade
Publicidade