Publicidade
Esportes
DE MALAS PRONTAS?

Com janela internacional aberta, Sheik pode sair do Flamengo

Jogador não atua pelo flamengo há cinco jogos, por conta de uma lesão, Sheik não vem sendo relacionado para o banco de reservas do time 15/06/2016 às 10:27
Show 5df30adef68057befcc7c5ca0c1888d5
Emerson Sheik voltou ao time do Flamengo ano passado (Foto: Reprodução / Web)
acritica.com

O Flamengo entra em campo nessa quarta-feira (15), diante do Cruzeiro, e mais uma vez, o atacante Sheik não entrará em campo. Em fase final de recuperação de uma lesão no pé esquerdo, o jogador do Fla não atua há cinco jogos pelo clube, não sendo nem relacionado para o banco de reservas. A ausência de Sheik aumenta a probabilidade de sua saída do rubro-negro, a janela de transferência internacional foi aberta há alguns dias, o empresário do atleta, fala sobre o assunto.

Segundo Reinaldo Pitta, há algumas sondagens de clubes de fora do Brasil, mercado asiático principalmente, e todas as possibilidades estão sendo estudadas. Ainda de acordo com Pitta, caso Sheik deixe o Flamengo, é improvável que seja para outro clube nacional. O Flamengo ainda não foi procurado, mas, internamente, a saída do atleta representaria importante brecha na folha salarial do departamento de futebol. 

MERCADO ABERTO

A janela de transferência para China e Japão abre nos dias 21 e 27 de junho. Sheik está prestes a completar 38 anos, e longe de sua melhor forma técnica, por isso, a negociação deve acontecer.

“Ainda não houve uma proposta oficial, mas apareceram alguns interessados. E se surgir uma proposta interessante, provavelmente o Emerson sai do Flamengo. Mas, repito, por enquanto não há nada no papel”, destacou Pitta.

VOLTA AO FLA

Emerson Sheik foi contratado no ano passado, e era homem de confiança de Muricy Ramalho, titular absoluto, o jogador marcou quatro gols no Campeonato Carioca. A titularidade foi por água abaixo no clássico diante do Botafogo, no dia 2 de abril, em Juiz de Fora. A partir disso, Sheik jogou apenas quatro vezes, na estreia do Brasileiro contra o Sport, na Copa do Brasil diante do Fortaleza. A última vez que esteve em campo foi diante da Chapecoense, na terceira rodada.

Parado um mês no departamento médico por conta de um edema muscular. Na segunda rodada do Brasileiro foi cortado da partida contra o Grêmio por conta de um problema de saúde de sua mãe. No jogo contra a Ponte, ele viajou para Campinas (SP), mas, com dores no pé esquerdo, ficou no camarote.

Publicidade
Publicidade