Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
PLANEJAMENTO

Com o lema 'Nós', São Raimundo apresenta projeto para a Série B do Barezão 

Mais uma vez comandado pela torcida, Tufão da Colina anuncia oficialmente o técnico Paulo Morgado para dirigir a equipe na busca pelo acesso à elite do futebol amazonense 



f45b397a-4d1b-4681-a0dd-121358d8aef8_318A0C24-DB77-4C98-A019-1BE2B204448D.jpg Foto: Denir Simplício
31/08/2019 às 14:59

"Nós, vou repetir essa palavra várias vezes aqui porque só nós torcedores podemos ajudar o São Raimundo nesse momento". Foi assim que o diretor de futebol do Tufão da Colina, Anderson Belchior,  iniciou a coletiva de imprensa, que apresentou o projeto do clube para a disputa do Campeonato Amazonense da Série B 2019. O anúncio de Paulo Morgado como treinador do Mundico aconteceu no auditório do estádio Ismael Benigno, a Colina, neste sábado (31), mas o elenco só será divulgado durante a semana. 

Com passagens por Rio Negro, Nacional, Fast Clube e no badalado Manaus FC - primeiro técnico do Gavião do Norte, inclusive -, o português Paulo Morgado fez um comparativo do atual São Raimundo com o  Manaus FC de 2013, época em que comandou a equipe.



"O Manaus, em 2013, não tinha história, mas tinha alguma estrutura.  Tinha um campo bom pra treinar, para o nível de Série B, o Manaus já estava bem estruturado porque tinha uma casa onde os jogadores ficavam com cozinheiro e uma alimentação muito boa. O Mitoso e o Giovanni (mandatários do Manaus) a essa altura eram organizados  e já traziam  uma experiência do Nacional. Ou seja, naquela altura o Manaus era um time novo, mas organizado para uma Série A. E o São Raimundo está a começar do zero. Tem uma história, tem uma torcida, coisa que o Manaus não tinha, era uma torcida mais familiar, mas não tem a estrutura que o Manaus já tinha na época ", avaliou.

Elenco misterioso 

O elenco que vestirá a camisa do São Raimundo na Série B ainda é um mistério.  O único nome revelado pela diretoria do Tufão é o do veterano atacante Marinho, que completará 40 anos ao final do campeonato.  Mesmo aem citar nomes, Morgado deu dicas de como virá o Tufão.

"O objetivo mesmo é ficar no máximo com 20 a 22 jogadores. É provável que tenhamos um pouco mais porque devemos aproveitar alguns jogadores da base. Mas tentar aproveitar alguns jogadores que estão livres e, que em janeiro, não vão ter clube", disse o novo técnico do Mundico, explicando que o planejamento da equipe visa também o Amazoense de 2020.

"Temos de pensar no futuro, apesar de talvez eu não esteja aqui em janeiro, mas temos de pensar que o São Raimundo precisa ter uma continuidade para que não aconteça o que ocorreu há dois anos,  quando caíram e subiram com um time todo emprestado e depois teve de começar tudo do zero ", disse.

Início das batalhas 

Com início marcado para o  dia 12 de outubro, o São Raimundo estreia na Série B do Barezão diante do Tarumã, às 18h, no estádio da Colina.  A fórmula do torneio, que conta com cinco clubes, é de " tiro curto". Na primeira fase, todos jogam contra todos em turno único.  Os dois times com maior pontuação avançam para a próxima fase, que já é a final da competição - que será em jogo único.  Em resumo, serão quatro "batalhas" para o São Raimundo e sua torcida voltarem à elite do futebol amazonense na temporada 2020.

Editor de Esportes de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.