Publicidade
Esportes
Craque

Com o perdão de Dana: após afastamento, Jon Jones está de volta ao plantel do UFC

O lutador norte-americano passou seis meses na “geladeira” do Ultimate por envolvimento em acidente de automóvel em que fugiu sem prestar socorro à vítima 23/10/2015 às 13:59
Show 1
Jon Jones foi reintegrado ao plantel do UFC.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Jon Jones e o UFC, enfim, reataram após um mês de silêncio por parte do mandatário Dana White. Finalmente o Ultimate resolveu a situação do lutador e o recolocou de volta ao seu seleto plantel. O ex-campeão dos meio-pesados encerra um período de seis meses afastado por conta de um acidente de automóvel que se envolveu nos EUA. No entanto, Jones segue em liberdade condicional.

A Organização divulgou a decisão por meio de um comunicado. Porém, Dana White ainda não estipularam uma data para que o lutador suba no octógono, nem qal será seu opontente. Lorenzo Fertitta, um dos donos do UFC, disse que o perdão ao lutador não é um direito, mas um privilégio.

O ex-campeão dos meio-pesados recebeu sentença de 18 meses de condicional e está sendo monitorado pela Justiça. Jones pediu um tempo para descansar após os problemas com a Justiça e uma possível luta pelo conturão só deve ocorrer em 2016.

O atual detentor do cinturão da categoria, Daniel Cormier, já avisou que é quer a luta com Jones o quanto antes.


No comunicado divulgado pelo UFC, Jones também se pronuncia: “Sou grato por ser capaz de fazer o que amo mais uma vez e estou ansioso para provar que sou um campeão dentro e fora do octógono'', disse.

O acidente que causou toda a confusão para Jones aconteceu em abril, quando ele bateu seu carro, feriu uma grávida e fugiu da cena. Pressionado, o lutador se entregou, chegou a ficar detido, mas respondeu ao processo em liberdade. Atualmente, Jones vem fazendo trabalho comunitário.

Confira a nota do UFC:

“Seguindo a revisão do acordo judicial entre Jon Jones, oficiais de Albuquerque, Novo México, e a decisão do juiz, o UFC anuncia que Jones está de volta ao plantel de lutadores. Jones está apto a voltar imediatamente à competição. O UFC espera que o lutador atenda todos os termos de seu acordo judicial, incluindo o serviço comunitário obrigatório, uma condição para a sua reintegração.

O UFC está discutindo com Jon Jones uma possível data para que o atleta volte ao octógono.

'Deixamos claro para Jon Jones que essa nova oportunidade de voltar a lutar no UFC é um privilégio, não um direito, e há grande expectativa que ele siga no caminho certo', disse Lorenzo Fertitta, CEO e presidente do UFC. 'Estamos felizes de ler e ver relatos de que ele abraçou seu acordo judicial e está usando essa experiência para crescer e se desenvolver como pessoa'.

'Sou grato por ser capaz de fazer o que amo mais uma vez e estou ansioso para provar que sou um campeão dentro e fora do octógono', disse Jones.

Publicidade
Publicidade