Publicidade
Esportes
Na Colina

Com time misto, Nacional goleia o lanterna do Campeonato Amazonense por 5 a 0

Além do fator motivacional, a goleada é importante para manter o Leão da Vila na ponta da tabela, já que o time fica a frente do Fast justamente nos saldo de gols. Agora são 11 gols de saldo e o ataque mais positivo do campeonato. 28/09/2016 às 22:00 - Atualizado em 28/09/2016 às 22:15
Show 806cf2e2 1d61 4fea af3b e434b2fe6773
Nacional venceu o Borbense por 5 a 0 nesta quarta-feira, em Manaus. Foto: Antonio Lima
Valter Cardoso Manaus

O jogo da noite desta quarta-feira (28) mostrou porque os dois times com o mesmo nome ocupam posições inversas na tabela. O Nacional, líder, dominou o lanterna Nacional Borbense e goleou por 5 a 0, no estádio da Colina, Zona Oeste de Manaus.

Além do fator motivacional, a goleada é importante para manter o Leão da Vila na ponta da tabela, já que o time fica a frente do Fast justamente nos saldo de gols. Agora são 11 gols de saldo e o ataque mais positivo do campeonato.

Por falar em números, os do Nacional Borbense assustam. O time sofreu  27 gols em  8 jogos e marcou apenas 5.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado (01). O Nacional enfrenta o Manaus, no Sesi, as 11h. Já o Camaleão joga contra o Rio Negro, em Borba, as 15h30.

 O jogo
Aos 21 minutos, Railson cobrou escanteio curto, o estreante Januário levantou a bola na área e Hercules subiu no meio da saga para abrir o placar. Aos 26, Januário recebeu em velocidade, mas perdeu a bola quando ia driblar o goleiro.

Aos 40 minutos, Railson arriscou da grande área. O goleiro Pablo, do Borbense caiu mal na bola e não conseguiu espalmar a bola para fora. A bola bateu caprichosamente na trave e entrou no gol.

No segundo tempo, o Nacional parecia disposto a transformar a vitória em goleada. Desde os primeiros minutos o mandante da partida levou perigo a meta do goleiro Pablo.Aos 16, a pressão deu resultado. Railson cobrou falta e levantou a bola na área onde Carlinhos, livre de marcação, completou para marcar o terceiro gol do Nacional.

Aos 20, o Borbense teve um jogador expulso. O lateral esquerdo Guilherme deu um carrinho frontal em Hércules e foi expulso direto. Logo na sequência, justamente no setor que ficou vago, Nego teve liberdade para avançar e encontrou Januário livre para transformar a vitória em goleada.

Mesmo quando o jogo parecia resolvido o Leão se manteve no ataque. Com vantagem numérica, o time teve liberdade para tabelar na entrada da área. Luiz Henrique recebeu um belo passe de Januário e definiu o placar em 5 a 0.

Publicidade
Publicidade