Sábado, 24 de Julho de 2021
FUTEBOL

Com uma a menos, JC vence Tiradentes-PI e vai às oitavas da Série A2 do Brasileirão

Helena e Cynthia marcaram antes dos 20 minutos e garantiram a vitória do Tigre do Norte em Teresina



WhatsApp_Image_2021-06-18_at_18.12.29_253FCED9-7197-4DAF-AD2B-97EB8B10EA17.jpeg Foto: Marcos Mendonça/JC
18/06/2021 às 18:20

Estreante no Campeonato Brasileiro Feminino - Série A2, o JC deu um passo importante para se consolidar como uma das principais equipes do estado. Nesta sexta-feira (18), as representantes de Itacoatiara bateram as meninas do Tiradentes-PI, pelo placar de 2 a 0, no estádio Albertão, em Teresina, pela quinta rodada da competição nacional.

Com gols de Helena e Cynthia, ainda na primeira etapa, o JC construiu sua classificação em uma partida que terminou em tons dramáticos, uma vez que a equipe jogou a segunda etapa inteira com uma jogadora a menos. Agora o JC retorna a Itacoatiara e aguarda sorteio para saber quem será sua adversária na próxima fase.



Início avassalador

Sem a atacante Fabíola, artilheira da competição, o treinador Fernando Lage optou por um ataque mais veloz, colocando Cynthia em campo. A partida foi naturalmente franca, com ambas as equipes com chances de classificação. Contudo, as Tigresas da Velha Serpa pouco a pouco iam demonstrando poderio ofensivo superior.

À vontade em campo, o JC parecia até estar no Floro de Mendonça. Logo aos nove minutos, o time de Itacoatiara abriu o placar. Após levantamento na área, a atacante Helena se esticou e, de cabeça, encobriu a goleira Stefani.

Exercendo uma blitz, não demorou para que as meninas de Itacoatiara ampliassem o marcador. Aos 13 minutos, em mais uma bola alçada na área, a defesa do Tiradentes vacilou, e a bola se ofereceu para Cynthia que, com frieza, limpou a marcação, ajeitou para perna esquerda e bateu na saída da goleira para ampliar o marcador.

Ainda no final da primeira etapa, o JC ficou em desvantagem numérica, após Kamila ser expulsa por levar o segundo amarelo. 

Segundo tempo dramático

Com dez jogadoras em campo, a equipe do Tiradentes passou a jogar no campo de ataque e pressionar o time amazonense. Aproveitando a jogadora a mais, as donas da casa martelaram durante toda a segunda etapa, mas esbarraram na defesa aurinegra.

Durante toda a etapa complementar, brilhou também a estrela da goleira Lorrane. Além de fazer uma partida segura e com defesas importantes, a arqueira se tornou protagonista, quando já nos acréscimos, após uma penalidade marcada contra o JC, ela acabou defendendo um pênalti cobrado de Kedma, atleta do Tiradentes.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.