Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Craque

Começa a colocação dos primeiros assentos na Arena da Amazônia

As cadeiras que receberão pouco mais de 44 mil torcedores, que vão acompanhar as quatro partidas da Copa do Mundo 2014, começaram a ser instaladas último fim de semana



1.jpg Projeção da UGP Meta é colocar mais de mil assentos por dia
28/08/2013 às 10:27

A Arena da Amazônia passa a mostrar as primeiras impressões e a essência de um verdadeiro estádio da Copa. As cadeiras que receberão pouco mais de 44 mil torcedores, que vão acompanhar as quatro partidas da Copa do Mundo 2014, passaram a ser instaladas e o local que receberá o “tapete verde” teve os trabalhos de drenagem iniciados no último final de semana. Com 78,77% das obras concluídas, o plantio da grama onde irão pisar os principais jogadores do futebol mundial ocorrerá no mês de setembro.

As cadeiras começaram a ser instaladas na última segunda-feira. Até então, apenas a arquibancada superior do lado oeste - Sambódromo – passou a receber os primeiros assentos. “Começamos a dar os primeiros passos na colocação das cadeiras na segunda-feira. Serão 44 mil assentos postos em todo o estádio em um trabalho que vai durar até o mês de dezembro”, disse o coordenador da UGP Copa, Miguel Capobiango.

Feitos no Paraná os assentos aos poucos chegam a Manaus. Das 44 mil peças já estão na capital pouco mais de seis mil. Todas possuem uma variação de cores, o que promete trazer um ar de alegria ao estádio. “Os assentos terão oito variações de cores entre o amarelo e o vermelho claro, formando um grande mosaico”, afirmou.

Para a conclusão dos trabalhos, a meta é colocar mais de mil cadeiras por dia. A colocação das peças ainda exigem trabalhos de frentes de acabamentos de piso, paredes, instalações e a perfuração dos degraus das arquibancadas onde serão fixadas as cadeiras e no calçamento das rampas de acesso ao estádio. “Essa é a primeira parte, mas ainda vai ficar faltando as cadeiras onde estão as torres que sustentam a estrutura da cobertura”, frisou Capobiango.

Gramado

O gramado da Arena da Amazônia ficará sob responsabilidade da Greenleaf Gramados. A empresa instalou recentemente os “tapetes” dos seis estádios que sediaram a Copa das Confederações; Maracanã, Mineirão, Arena Fonte Nova, Mané Garrincha, Arena Pernambuco e Castelão. A empresa foi escolhida pelos trabalhos prestados nos estádios da Copa.

Seguindo as recomendações da FIFA, o novo estádio receberá o sistema de drenagem a vácuo, que será implantado por técnicos da empresa e por agrônomos de uma empresa espanhola responsável pelo gramado do Camp Nou, em Barcelona. “Todos os equipamentos utilizados na construção do gramado foram importados da Espanha e as técnicas usadas no processo são as mesmas aplicadas pelos grandes clubes europeus”, declarou um dos sócios da empresa, Flavio Piquet.

De acordo com um dos proprietários, Paulo Antonio Azeredo, a grama que será plantada no estádio é desenvolvida nos Estados Unidos, pela Universidade de Geórgia, e será a mesma que é utilizada nos estádios do Maracanã, Mineirão, Castelão, Arena Fonte Nova e Mané Garrincha.

Com o nome de “Bermudas Celebration” a grama é ideal para o clima quente da Região Amazônica e resistente a pisoteio. “O plantio da grama do estádio de Manaus será feito com mudas spriggs, da mesma forma que fizemos no Mineirão, no Castelão e na Fonte Nova”, explicou Paulo Antonio Azeredo.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.