Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
Craque

Comenmbol anuncia aumento de valores para participantes da Libertadores em 2016

A pressão de alguns clubes pelo aumento de valores de particpação surtiu efeito e a entidade que dirige o futebol na América do Sul reajustou os valores



1.jpg No total, o River Plate, vencedor da edição 2015, recebeu US$ 5.1 milhões por sua participação na Libertadores
22/12/2015 às 12:38

Nesta segunda-feira (21) a Conmebol aprovou o regime econômico para os clubes que participarão da Copa Bridgestone Libertadores. Na prática, o regime representa um aumento de 40% no valor recebido pela participação.

O campeão do próximo ano embolsará US$ 7.3 milhões (R$ 29 milhões) ou US$ 7.7 milhões (R$ 31 milhões), dependendo da fase que ele iniciar na competição. O River Plate, vencedor da edição 2015, recebeu US$ 5.1 milhões sem ter disputado a pré-Libertadores. O brasileiro que poderá receber o prêmio máximo é o São Paulo, que pelo 4º lugar no Brasileirão Chevrolet entrará ainda na primeira fase.



Agora, o prêmio por partida para a fase de grupos será de US$ 450 mil, contra us$ 400 mil de quem disputar a pré. Caso seja eliminado ainda na fase inicial, como bonificação, o perdedor ficará com mais US$ 100 mil. Já no mata-mata, as premiações são progressivas até alcançarem os US$ 3 milhões. Apenas os mandantes recebem o valor.

A Conmebol ainda prometeu um novo incremento para 2017, fruto do novo contrato televisivo com a Fox Sports (de US$ 171 milhões para US$ 222 milhões). Como o acordo prevê aumento de investimento nos três primeiros anos, em 2018 poderemos ter boas notícias.

 

 Pré-Libertadores: US$ 400 mil + US$ 100 mil para o perdedor

Fase de grupos: US$ 1.35 milhão (3 jogos como mandante)

Oitavas de final: US$ 750 mil

Quartas de final: US$ 950 mil

Semifinal: US$ 1.25 milhão

Vice-campeão: US$ 1.5 milhão

Campeão: US$ 3 milhões



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.