Publicidade
Esportes
Nos detalhes

Compensa Master vence Olímpico FC e está na final do Peladão

Com gol salvador do craque Barão, equipe da Zona Oeste de Manaus se garantiu na decisão da categorias Master; outro finalista deve ser conhecido nas penalidades durante a semana 16/01/2017 às 10:39 - Atualizado em 16/01/2017 às 10:41
Show kodeded
Compensa levou sufoco do Olímpico FC, mas está na grande final. (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Em partida emocionante ocorrida no sábado (14), no Campo da Petrobrás, no Distrito Industrial, na Zona Sul de Manaus, entre Compensa Master e Olímpico FC, os detalhes marcaram o duelo que classificou o time da Zona Oeste da capital.

Como se diz por aí: “Clássico é resolvido nos detalhes”, o Compensa Master aproveitou uma das únicas chances que teve na partida e venceu o Olímpico por 1 a 0. Barão, craque do time, não chegou a dar espetáculo, como em outras apresentações, mas como também dizem no meio do futebol, craque só precisa de uma oportunidade para resolver o jogo. E foi isso que o camisa 10 do Compensa fez.

Aos 27 minutos de jogo, Barão recebeu a bola na entrada da grande área e com categoria, colocou no canto do goleiro Sujo, que mesmo se esticando todo não evitou o tento da equipe do bairro da Compensa.

Falando em craque, Luíca, ídolo do São Raimundo na “era de ouro” do Tufão da Colina, comandou o meio de campo e era responsável pelos lances de perigo contra a meta do Olímpico.

Mas como falamos no início, o detalhe que classificou o Compensa Master faltou ao aplicado time do Olímpico. Seis minutos antes de tomar o gol de Barão, o time comandado pelos treinadores Dênis e Pedro, teve a bola do jogo.

Após bom contra-golpe pela esquerda do ataque, Márcio passou pela marcação de Pacó e cruzou na risca da pequena área para o atacante Ricardo, que ao estilo “Mustela putorius furo”, o Furão, errou o chute e perdeu a melhor chance da primeira etapa à favor do Olímpico.

Sufoco e experiência

Com o marcador de 1 a 0 a seu favor, o Compensa Master recuou na segunda etapa e jogava por uma bola para matar a partida e se garantir na final dos Master do Peladão Brahma 2016.

Com Fraquimar, do Compensa, segurando os zagueiros na defesa do Olímpico, Luíca ficava livre para criar as jogadas no meio de campo. No entanto, Pulguinha era o “motorzinho” do Olímpico na tentativa de empatar a semifinal.

Aos 15 minutos do segundo tempo, o Compensa sofre pressão absurda do ataque do Olímpico. Regilson arrisca de longe e obriga Sancha a operar um milagre, evitando gol de empate da equipe do bairro Crespo, na Zona Sul de Manaus. Na cobrança de escanteio, verdadeira confusão na zaga do Compensa que é salvo pela trave após cabeçada de Rômulo.

Barão, que havia saído para descansar voltou ao campo para cadenciar o jogo e ajudar Luíca a conter o ímpeto do Olímpico. Daí em diante brilhou a estrela do goleiro Sancha e a raça do volante Rivelino que, tanto por cima como por baixo, cansou de tirar a bola da grande área do Compensa.

No final, prevaleceu a maior experiência do elenco do Compensa, que saiu com a vaga para a decisão da competição.

Publicidade
Publicidade