Publicidade
Esportes
ZONA LESTE NO GAME

Comunidade da Sharp marca presença na próxima fase da Copa A CRÍTICA de Dominó

Duas duplas da comunidade da Sharp, na Zona Leste, estão classificadas entre as 64 melhores da Copa A crítica. Jogo é febre na rua Estrela. 15/06/2018 às 14:57
Show sharp 2
Dominó na Comunidade da Sharp é tradição. As duas duplas classificadas representam dezenas de jogadores da comunidade. (Fotos: Antônio Lima)
Jéssica Santos Manaus - AM

Não é à toa que a comunidade da Sharp leva esse nome. Ela abriga diversas ruas, todas com nome de fábricas, e também fabrica uma comunidade de jogadores de dominó. Da confraria que se reúne diariamente entre a rua Estrela e a rua Semp Toshiba, duas duplas se classificaram para a próxima fase da Copa A CRÍTICA da modalidade, que acontece neste sábado (16), no Clube do Trabalhador - Sesi. 

Os irmãos Josimar e Aldenilso Sousa formam uma das duplas classificadas na Copa de dominó. Para Josimar, jogar diariamente na comunidade foi primordial para o ótimo resultado. “O que ajudou foi nos aprimorarmos por jogar aqui, e têm vários que jogam muito bem também. Aqui é muita pressão também, então, a gente aprende a jogar rápido, e isso favoreceu lá, onde temos só 15 segundos pra jogar”, explica.

As dificuldades, por outro lado, vieram das diferenças entre jogar na rua deles e irem jogar num campeonato. “A dificuldade foi a ansiedade e o nervosismo. Eu não senti tanto, mas o meu parceiro estava bastante nervoso, até chegou a passar mal”, conta Josimar. Outra dificuldade que a dupla poderia encontrar seria em relação às regras da Copa A CRÍTICA de Dominó, mas o jogador disse que os dois não sofreram com isso. “A gente usou a consciência, controlamos os gestos e o falatório. Mas nos nossos torneios aqui também não pode falar, só na ‘pelada’ mesmo, brincando, é que tem algum gesto”.

Dupla há 6 anos
José Félix e Aldenir também formam uma dupla da Comunidade da Sharp classificada para a próxima fase da Copa A CRÍTICA. Os dois jogam juntos há seis anos. “Fomos lá representar a nossa comunidade da Zona Leste. Não tem competição fácil, na verdade, sempre bate o nervosismo, mas procuramos conversar antes, fazer até uma oração antes pra gente poder participar com tranquilidade e deu certo”, conta José, que confessa ter ficado um pouco impressionado quando viu a quantidade de pessoas no Clube do Trabalhador, no último domingo (10). “Tinham 400 duplas, várias nós já conhecemos, pessoas do Educandos, Cidade Nova, o Gutemberg, meu amigo, que já foi vencedor, e o melhor de tudo é que a gente reviu amigos, foi boa a brincadeira”.

Dominó disputado

Localizada no bairro Armando Mendes, a comunidade da Sharp existe há de 22 anos, e o dominó é jogado lá, segundo José Félix, há pelo menos 15 anos. “Sempre teve jogo de dominó aqui nessa área (entre a rua Estrela e a rua Semp Toshiba), e ali debaixo, na CCE também, na casa do Josimar, a gente também passava o dia jogando lá, fazia um assado, tomava uma pinga (risos)”.

Josimar ressalta que não é fácil ter espaço para jogar na rua Estrela. “Aqui dá pra brincar, dá pra ganhar duas, três, quatro, perde, depois espera pra jogar de novo. Tanta gente joga aqui que ninguém quer perder, se não vai passar muito tempo de fora”, explica. “Aqui não tem cinco pontos, é sempre de dez em dez, 15 é 20, 25 é 30, para os jogos serem mais rápidos, até porque tem muita gente fora esperando pra jogar”, explica Josimar. 


Apesar de estar classificado  entre as principais duplas da Copa de dominó, Josimar nem sempre gostou do jogo das pedras. “Era o jogo que eu menos me importava, achava chato, mas comecei a ver o pessoal jogar aqui, meu irmão sempre me convidada, e eu achava que era muito difícil jogar aqui, mas, com a resenha e aquela brincadeira passei a jogar todos os dias”, disse.

Publicidade
Publicidade