Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
OLIMPÍADAS 2016

Condutores se preparam para chegada da Tocha Olímpica em Manaus

Na capital amazonense, a chama olímpica chegará no dia 19 de junho e irá percorrer cerca de 36 quilômetros. Além disso, ela passará pelos municípios de Iranduba e Presidente Figueiredo, Região Metropolitana de Manaus (RMM). Os escolhidos para esse momento mágico já estão tomados pela ansiedade e pela emoção



0138ed6a-fa12-4281-b98e-2314a0bcb7a6.jpg O atleta amazonense Tasso Alves, da Luta Olímpica, beneficiado com o Programa Bolsa Atleta Municipal, é outro selecionado para participar do revezamento da tocha olímpica (Foto: Divulgação/Semcom)
18/05/2016 às 18:16

Eles têm em comum a paixão pelo esporte, por sua cidade e uma história de vida e realizações recheadas de espírito olímpico. Os exemplos que carregam estarão em evidência daqui a exatamente um mês, quando todos os olhares estarão voltados para estes e outras 170 pessoas que terão a missão de conduzir a Tocha Olímpica pelas ruas de Manaus.

Na capital amazonense, a chama olímpica chegará no dia 19 de junho e irá percorrer cerca de 36 quilômetros. Além disso, ela passará pelos municípios de Iranduba e Presidente Figueiredo, Região Metropolitana de Manaus (RMM). Os escolhidos para esse momento mágico já estão tomados pela ansiedade e pela emoção. 

“Por que você quer carregar a tocha?”, essa era a pergunta principal, feita para quem desejasse participar da seleção dos condutores. O Comitê Olímpico Rio 2016 estava à procura de pessoas que, de alguma forma, tivessem realizado um trabalho especial em sua cidade.  

Nesse processo, uma das escolhidas foi a pedagoga Franciná Lira, 36, que hoje realiza atividades no Parque Cidade da Criança, administrado pela Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). Franciná conta que ficou emocionada ao receber a confirmação. “Quando li o e-mail, passou um filme na minha cabeça: de todo trabalho que realizei com tanta dedicação”, disse. A pedagoga realizou, em 2015, a exposição “Mulheres Vidradas”, que reunia, dentro de garrafas, poemas em homenagem a mulheres.

O atleta amazonense Tasso Alves, da Luta Olímpica, beneficiado com o Programa Bolsa Atleta Municipal, é outro selecionado para participar do revezamento da tocha olímpica. Um dos principais nomes do wrestling no Amazonas, ele acredita que a escolha do seu nome foi uma forma de reconhecimento pelo esforço dedicado ao esporte. "Tenho 27 anos e 23 deles dedicados ao esporte. Comecei aos 4 no judô e percorri o Brasil todo, além de países como EUA, México, Argentina, Venezuela e Colômbia. Ser indicado é muito gratificante, isso representa um prêmio para mim", afirmou.

Segundo Alves, o esporte mudou sua vida, pois lhe ensinou disciplina, respeito e ética.  “É um momento único e só o que desejo é ter saúde e poder dar minha contribuição, de alguma forma, para o esporte amazonense", completou. Tasso disputa na Croácia, em junho, o mundial beach wrestling, modalidade em que é campeão. Ele prometeu continuar brigando pelo sonho olímpico e a expectativa é que em 2020 essa meta se concretize.  

Assim como Tasso, a professora Michelle Nunes realizou uma ação significativa. Na Escola Municipal Professor Caio Carlos F. de Medeiros, zona Norte, foi implantado o primeiro parque inclusivo em uma escola pública de Manaus, projeto da professora, que contou com a ajuda da comunidade. O ato resultou no Prêmio Nacional do MEC em 2015.

Outro selecionado para conduzir a tocha é o bancário Igor Sérgio, 29. Adepto de diferentes modalidades esportivas, Igor é conhecido por influenciar os colegas de trabalho a praticarem esportes. Nos últimos cinco anos, ele já participou das principais corridas de rua pelo Brasil. “Quando recebi a confirmação compartilhei nas redes sociais e recebi incentivo de vários amigos de corrida que disseram se sentir representados por mim”, afirmou completando que carregar a tocha é uma grande responsabilidade. 

Amante de esportes, Evelin Rebeca, 30, disse que não se conteve ao receber a notícia e contou para todos os amigos. “Sou muito envolvida com esportes. Quem me conhece sabe. Carregar a tocha vai ser uma conquista”, declarou Evelin que pratica natação, corrida, crossfit, entre outras modalidades esportivas. 

Outro escolhido para conduzir a tocha traz uma história de superação. Carlos Esteves Rodrigues, que chegou a pesar 175 quilos, descobriu que, com força de vontade, poderia perder os quilos a mais e recuperar a saúde. Carlos já correu a São Silvestre, em São Paulo, subiu o Monte Roraima e agora vai viver a emoção de carregar a tocha olímpica.

Live Site

Responsável pela programação da cidade durante os Jogos Olímpicos, a Prefeitura de Manaus está preparando uma extensa lista de atividades e apresentações na Ponta Negra, onde haverá uma estrutura para que as pessoas possam vivenciar o espírito olímpico durante os jogos.

"Pretendemos repetir a metodologia do Fifa Fan Fest, que foi um sucesso, só que em horário ampliado, uma vez que temos jogos nas mais variadas modalidades o dia todo. Teremos a transmissão das grandes disputas, além de apresentações culturais com artistas locais e nacionais", afirmou o coordenador municipal do Comitê Manaus 2016, Bernardo Monteiro de Paula.

*Com informações da assessoria de imprensa

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.