Publicidade
Esportes
COMANDANTE

Confiante, João Carlos Cavalo elogia elenco do Rio Negro e projeta briga pelo título

Treinador também colocou panos quentes nos problemas que teve com Tiago Verçosa, atacante da equipe, quando ainda trabalhavam no Fast. 05/05/2017 às 05:00
Show zcr040501 p01
Nesta quinta-feira (04), Cavalo comandou o primeiro treino como técnico do Rio Negro. (Foto: Márcio Silva)
Valter Cardoso Manaus-AM

No primeiro dia de trabalho como treinador do Rio Negro, João Carlos Cavalo comandou o treino da equipe nesta quinta-feira (04). No campo do Sesi, o treinador fez um trabalho com o time, mas as avaliações positivas sobre o elenco já o acompanham desde antes. “É uma das melhores equipes que tivemos a oportunidade de jogar, quando eu estava no Fast Clube. É uma equipe que tem uma posse de bola muito boa”, analisou o novo comandante do Galo da Praça da Saudade. 

Mesmo sob os elogios, o Rio Negro ainda tenta se recuperar de uma sequência negativa. O Barriga Preta soma quatro rodadas sem vitórias em sequência, com duas derrotas consecutivas nas últimas rodadas, a expectativa do novo treinador é mudar este cenário. “Muitas das vezes nos perguntamos porque o Rio Negro perdeu dois jogos consecutivos, mas o elenco é bom. Eu, particularmente, vim com muita expectativa juntamente com os jogadores para nos abraçar e neste primeiro jogo diante do Nacional fazer uma boa partida, é um confronto importante, é um jogo decisivo. Nós temos que vencer e, se tratando de grupo, o Rio Negro tem plenas condições de brigar pelo título ainda”, analisou João Carlos, que vai fazer a sua estreia a frente da equipe diante do maior rival, no sábado (06), às 15h, na Arena da Amazônia. 

A confiança no grupo é justamente um dos pontos que o treinador mais faz questão de destacar. Cavalo aproveitou a oportunidade para afastar os boatos de problemas nos vestiários da antiga equipe.

Sem mágoas
Um dos episódios que marcou a passagem do treinador no Rolo Compressor foi a dispensa do atacante Tiago Verçosa, após discussão entre os dois depois do atleta ser substituído no jogo diante do Santos-AP, em março. Logo depois, o jogador foi dispensado pelo time e não poupou críticas a Cavalo. Hoje, no Rio Negro, os dois voltaram a se encontrar, mas o clima de inimizade ficou no passado. “Eu conto com ele e com todos os jogadores que estão aqui, todos os que estão disponíveis. O que aconteceu entre eu e ele no Fast foi uma situação típica de jogo, eu como comandante não aceito certas situações e ele me respondeu no momento. Não levei, de maneira nenhuma, isso para o coração, mágoa nenhuma dele. Ele é um atleta e eu sou um treinador, continuo como profissional e ele também. Eu não vejo problema nenhum”, finalizou João Carlos Cavalo.

O discurso do velho novo chefe foi acompanhado por Tiago Verçosa. “O reencontro foi normal, de muito treino posicionamento da equipe. Somos profissionais do futebol e sábado temos um jogo muito difícil e temos que contar com todos pra conseguir os três pontos”, avaliou o jogador.

Publicidade
Publicidade