Sábado, 29 de Fevereiro de 2020
VIZINHOS

Confirmado: primeiro evento do UFC no Norte do Brasil vai ser em Belém

Prefeito de Manaus, Artur Neto, chegou a anunciar em 2015 que uma edição do UFC seria realizada na capital amazonense em 2016, mas nada aconteceu



ufc.JPG Foto: Reprodução/Internet
28/10/2017 às 17:05

O Ultimate Fighting Championship (UFC) decidiu antecipar a realização de sua estreia no Norte do Brasil para o dia 3 de fevereiro, no Ginásio Mangueirinho, em Belém, no estado do Pará. A informação foi confirmada por sites especializados como o “MMA Fighting” e “Combate.com”. Anteriormente, o UFC Belém estava marcado para acontecer no dia 24 de fevereiro.

A realização do evento de artes marciais mistas no Norte é um desejo antigo do Ultimate, região em que a modalidade tem presença marcante, com muitos atletas de destaque que inclusive fazem parte do casting do UFC. Por exemplo, a cidade de Manaus (AM) já tentou sediar o evento e chegou a receber a visita do ex-dono do UFC, Lorenzo Fertitta, em 2015, mas a tão esperada edição em Manaus nunca aconteceu.



O prefeito de Manaus, Artur Neto, ainda chegou a anunciar em 2015 que uma edição do UFC aconteceria na capital amazonense em 2016. Na época, o prefeito disse:

“Manaus mostra que está cada vez mais apta e reconhecida por todo o mundo. Diretores do UFC já haviam ido ao Amazonas antes da Copa do Mundo, mas agora é um momento diferente. Já temos experiência em grandes eventos e o sinal verde foi dado. É importante dizer que não teremos dinheiro público envolvido nisso, pois é a 9ine que está levando o evento. Eles estão apostando em Manaus. Vamos dar apenas o suporte logístico da cidade”, explicou Artur.

No mesmo ano, Artur chegou a ir para mais uma reunião com Lorenzo Fertitta, na sede da Zuffa, detentora do UFC, em Las Vegas, nos Estados Unidos, mas até agora nada de “UFC Manaus”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.