Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020
profissional de sucesso

Conheça Guillermo Alonso, irmão de Totti, do Real Manaus, campeão pelo Leeds United

Argentino é analista de desempenho da equipe que conquistou a divisão de acesso do futebol inglês e subiu à Premier League



irm_o_3CD7F1A3-B89E-4067-A996-46A9AE195800.JPG Foto: Divulgação
02/08/2020 às 11:49

A cada geração que passa, o futebol vai evoluindo cada vez mais e trazendo novidades para dentro das quatro linhas. É um progresso que se alastra em todas as camadas do esporte, que exige do profissional mais responsabilidades. Porém, tanto técnicos como jogadores não estão sozinhos à mercê deste esquema. Existem pessoas por trás que trabalham muito para contribuir na construção de um time vencedor e de qualidade.

É desta forma que o argentino Guillermo Alonso, conhecido como ‘Willy’, ajudou o Leeds United a sair de uma fila de 16 anos e conquistar o acesso para a ‘luxuosa’ Premier League e o título da Championship 19/20 (segunda divisão inglesa).



“Sou o técnico principal do departamento de análise do Leeds United. Sou responsável por um grupo de três pessoas e, por encomenda, moldamos todas as análises das partidas solicitadas de nossa competição”, explicou Guillermo sobre sua função na equipe do técnico argentino Marcelo ‘El Loco’ Bielsa.

Irmão ‘amazonense’

O que poucos sabem é que o personagem ‘campeão’ tem ligação com o futebol amazonense. Willy é irmão de Victor Alonso, mais conhecido como ‘Totti’, treinador do Real Manaus, time que atua nas categorias de base do futebol baré. Assim como o irmão, Totti também trabalha com análise de desempenho.

Guillermo explicou ao CRAQUE que sua carreira como jogador de futebol foi o ‘gatilho’ para ingressar na de treinador e, posteriormente, na de analista de desempenho. Ele acredia que quem deseja se tornar um treinador de futebol precisa ter experiência em todas as categorias de base de um clube.

“Meu treinamento vem do meu tempo como jogador de futebol, onde eu tinha treinadores que falavam e propunham todo o seu futebol a partir de componentes táticos. Sendo um jogador você aprende o porquê e para quê das coisas que você fazia no campo de futebol. E uma vez concluída minha carreira como jogador, comecei a estudar nos cursos da federação espanhola. Depois me tornei treinador, passando por todas as categorias de idade para a formação de um atleta”, explicou Willy, destacando que o trabalho do analista começa ainda nos treinamentos, quando coleta dados de todos os exercícios dos atletas.

O analista também falou do trabalho realizado durante os 90 minutos de jogo, onde é necessário levar em consideração tanto o aspecto individual de cada jogador como o coletivo.

“Absolutamente tudo o que um jogador faz em cada exercício durante toda a semana é analisado e, claro, tudo o que ele faz durante o jogo. Em nosso caso, analisamos com imagens de vídeo todos os seus comportamentos individuais ou coletivos em uma partida. Quanto à análise dos rivais, todos os jogos do campeonato também são analisados por meio de uma programação”, disse Guillermo.

Persistência

Mesmo depois de todo o desapontamento por não ter conquistado o acesso na temporada 18/19, quando o Leeds United liderou por boa parte do campeonato, Willy explica que o importante foi todos lidarem com os problemas como profissionais para que o sucesso viesse na temporada 19/20 não com o acesso, mas com o título.

“No futebol profissional a demanda é maior com qualquer treinador e em um time como o Leeds, ainda mais por causa da história do clube. Mas quando você é um profissional, você é sempre um profissional e o assume com muita paixão e como um desafio”, falou o analista de desempenho dos Whites (apelido do Leeds United).

Como técnico, Guillermo esteve à frente das categorias de base da escola de futebol CD Lalin-ESP, onde também foi diretor e técnico entre 2007 e 2010. Willy também foi analista de desempenho do Torpedo Armavir-RUS na temporada 15/16. O argentino chegou à Inglaterra na temporada 17/18, quando foi analista do Middlesbrough. No atual clube, o Leeds, se tornou chefe do departamento de análise em 2018, desde a chegada do treinador  Marcelo Bielsa à equipe.

Como jogador, o meio-campista passou pelo CD Lalin, CD Lugo, Gandía CF, todos clubes da Segunda Divisão B da Espanha, equivalente à terceira divisão do futebol brasileiro.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.