Publicidade
Esportes
Craque

Conmebol exige que Brasil escolha apenas duas cidades para disputa das eliminatórias

Com o anúncio, dez estádios construídos para o Mundial no País deixarão de receber a Seleção Brasileira na luta por uma vaga na Copa da Rússia. Arena da Amazônia está entre as praças esportivas que seriam descartadas 29/06/2015 às 19:08
Show 1
Arena da Amazônia pode não receber a Seleção nas eliminatórias para a Copa da Rússia.
Denir Simplício Manaus (AM)

Que fase! Depois do vexame na Copa no ano passado e da precoce eliminação na Copa América de 2015, o Brasil recebeu mais um duro golpe, agora da Conmebol. A entidade organizadora do futebol sul-americano exigiu que cada país escolha apenas uma cidade para mandar as partidas das eliminatórias - com exceção do Brasil, que poderá escolher duas capitais.

Com isso, pelo menos dez das 12 cidades-sedes do Mundial de 2014 ficarão de fora do roteiro do time canarinho na luta por uma vaga na próxima Copa do Mundo na Rússia, em 2018.

Por estar perto da Granja Comary, em Teresópolis - local de treinos da Seleção -, o Rio de Janeiro é uma das favoritas à receber as Eliminatórias. Outras cidades que estão na disputa pelos jogos são Brasília, Minas Gerais, São Paulo, Fortaleza e Salvador. Com a decisão, Brasil e Venezuela são as seleções mais afetadas, já que costumam atuar em diferentes cidades durante a competição. A Argentina, por exemplo, atuou em apenas duas cidades distintas nas últimas elliminatórias.

Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai costumam jogar em suas respectivas capitais.

Arena

Pouquíssimo utilizada em 2015, a Arena da Amazônia seria um dos estádios para receber  ao menos uma partida das eliminatórias para a Copa, assim como ocorreu em 2003, quando sediou a partida entre o Brasil x Equador, na luta por uma vaga no Mundial da Alemanha de 2006.

 Ao saber da decisão da Conmebol, o presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Dissica Valério Tomaz, que  comandou a delegação brasileira no Mundial Sub-20, na Nova Zelândia,  se manifestou à favor da escolha da capital amazonense na disputa sul-americana. “Manaus é uma ponte para as seleções de países como Colômbia, Peru, Venezuela e outras jogarem aqui. Nós estamos mais próximos destes países. Com certeza que vamos argumentar com o presidente (Marco Polo Del Nero, da CBF) para trazer jogos para cá (Manaus)”, disse.

A Arena da Amazônia receberá seis jogos do torneio de futebol nas Olimpíadas do Rio 2016 e existe a possibilidade da Seleção Olímpica atuar em Manaus no mês de setembro.   


Publicidade
Publicidade