Publicidade
Esportes
Clássico Galo Preto

Conversa que deu certo: Papo no vestiário foi importante para reação do São Raimundo

O Tufão saiu perdendo por 2 a 0, mas para o técnico Fábio Gomes, na segunda etapa, o time conseguiu colocar a cabeça no lugar 03/04/2016 às 15:15 - Atualizado em 03/04/2016 às 15:16
Show tuf o
O São Raimundo começou a reagir no segundo tempo (Foto: Antônio Lima)
Camila Leonel Manaus (AM)

O São Raimundo conseguiu se recuperar no Campeonato Amazonense ao vencer o clássico Galo Preto por 3 a 2 nos pênaltis na noite de sábado (2), no estádio da Colina, Zona Oeste de Manaus. Porém essa reação não foi tão fácil assim.

A equipe saiu perdendo por 2 a 0, mas conseguiu empatar no segundo tempo, levando o jogo para as penalidades, já que o regulamento prevê disputa de pênaltis em caso de empate. O jogador Fabinho, autor do primeiro gol do Tufão falou que a equipe conseguiu colocar a cabeça no lugar para reagir na partida.

“Acho que qualquer gol no começo da partida quebra uma formação, então  gente tentou impor o jogo. Fomos para o segundo tempo perdendo de 2 a 0. Acho que conversamos bem com o técnico, ele passou uma confiança a mais”, explicou.

O treinador do Tufão, o estreante Fábio Gomes, avaliou que o time começou desatento no jogo, mas que a conversa no intervalo surtiu efeito.

“A gente teve um primeiro tempo bem abaixo da condição que a gente teve durante o treinamento. De terça até ontem foi um treinamento bastante produtivo e no primeiro tempo os garotos entraram meio desacordados, mas a gente conseguiu reverter conversando com eles ali no vestiário. Eles voltaram com uma postura diferente, buscamos o empate e conseguimos levar pontos nos pênaltis”, avaliou.

O trabalho de Gomes está apenas começando e ele falou que o time irá continuar trabalhando para corrigir os erros cometidos na partida.

“ A gente vai continuar trabalhando para melhorar. A gente ainda tem que melhorar muita coisa a gente. Estamos objetivando muita coisa com essa garotada”, finalizou.

Publicidade
Publicidade