Publicidade
Esportes
Craque

Copa Amazonas: após três anos, Robsoney Sá deixa o comando do Naça Borbense

Treinador do Camaleão de Borba desde 2012, técnico e vice-presidente do clube deixou cargo e só deve retornar em 2016. Diretoria do time deve anunciar em novo comandante em setembro 20/08/2015 às 14:53
Show 1
Robsoney Sá não treinará o Borbense na Copa Amazonas.
Denir Simplício Manaus (AM)

O Barezão 2015 deixou muitas agremiações no vermelho e o Clube Nacional Borbense foi um deles. Tentando sanar as dívidas do clube, o treinador e vice-presidente do Naça de Borba, Robsoney Sá, anunciou que não poderá comandar a equipe na Copa Amazonas. No comando técnico do Camaleão há três anos, essa é a primeira vez que Sá não estará à frente do time do interior do Estado.

“Não posso me ausentar (de Borba, distante 171 quilômetros de Manaus) por motivos financeiros do clube. Estamos empenhados em promoções para quitação de dívidas pendentes com atletas locais. Sei como é difícil, mas estamos lutando para sanarmos com todos. A diretoria quer começar o ano sem dívidas”, explicou Robsoney.

A Copa Amazonas, que será disputada somente em Manaus, terá a duração de 20 dias. Com início previsto para o dia 10 de outubro, com rodada dupla, no estádio Carlos Zamith, na Zona Leste da capital. O Borbense folga na primeira rodada e só estreia na competição no dia 17 de outubro contra o Manaus FC. O campeão do torneio assegura uma vaga na Copa Verde 2016, a outra vaga pertence ao Nacional de Manaus.


Robsoney Sá avaliou que a conquista da vaga para a Copa Verde será benéfica para o futuro do Camaleão. “Espero que quem seja escolhido para comandar o clube na Copa consiga a classificação para a copa verde. Pois, seria de muita importância para ganharmos credibilidade nas empresas... Tendo em vista que será uma competição a nível nacional abrindo novas portas de ajuda e incentivo financeiro”, disse.

O Borbense, que terminou o Estadual deste ano na sétima colocação, teve no elenco jogadores de outros estados. Coisa que não deve se repetir em 2016, pelo menos é essa ideia de Sá.

“Ano que vem, vou ter mais trabalho ainda. Já que farei um time mais regional. com muitos atletas sem passagem por grandes clubes e muitos sem base. Mas apostarei na vontade de cada um em crescer profissionalmente e ter a oportunidade deles de ter um reconhecimento individual”, analisou o treinador, projetando o Borbense de 2016.

Diretoria avalia nomes

O diretor de futebol do Naça Borbense, Mario Ivan Cavalcante, confirmou a ausência de Robsoney Sá no comando do Camaleão e afirmou que alguns nomes estão sendo avaliados pela diretoria do clube.

“O Robson não vai poder sair de Borba durante a Copa Amazonas. Como é uma competição curta devemos escolher um treinador que esteja aqui em Manaus mesmo. Ainda não avaliamos isso, mas pode ser o Alberoni ou o Paulo Goiano. Tem também o Paulo Feitosa, mas isso vamos resolver ainda”, explicou o dirigente.


O volante Alberoni, que disputou o Amazonense deste ano pelo Borbense, treinou o time Sub-20 do Camaleão no Estadual de Juniores 2015 e tem desejo de seguir na carreira de técnico. Paulo Goiano foi auxiliar técnico de Robsoney Sá no Barezão e Paulo Feitosa foi o preparador físico do time de Borba.

“Como nosso primeiro jogo só é dia 17 de outubro, o elenco deve ser apresentado lá pelo dia 25 de setembro. Já estamos conversados com alguns atletas que estiveram com a gente no campeonato deste ano. Alguns de Borba mesmo. Tem também o Everton e o Alberoni, além do Neto e o Fininho, de Manacapuru. Deveremos treinar no Campo do Colégio Agrícola, mas isso também está sendo analisado”, finalizou Mario Ivan.

Publicidade
Publicidade