Publicidade
Esportes
Craque

Copa Amigos do Polo Aquático acontece neste sábado (26), às 8h, em Manaus

A competição foi transferida para a piscina do Fazendário Clube, na av. Mário Ypiranga, Parque Dez, e será um confraternização entre atletas e ex-atletas 25/12/2015 às 19:11
Show 1
A Copa terá oito times mistos e terá atletas e ex-atletas
Camila Leonel Manaus (AM)

Neste sábado (26), às 8h, na piscina do Fazendário Clube, na av. Mário Ypiranga, bairro Parque Dez, acontecerá a 1° Copa Amigos do Polo. A competição conta com oito times e será uma confraternização entre os praticantes do esporte em Manaus.

A entrada é um quilo de alimento não perecível. Além do reencontro de jogadores e ex-jogadores, a Copa será uma forma de chamar a atenção para os problemas atuais no esporte local e as incertezas quanto aos locais de treino em 2016.

De acordo com um dos organizadores, Igor Figueiredo, o jogo reunirá atletas do masculino e feminino em times mistos divididos em dois grupos com quatro times. Todos do grupo se enfrentam e os melhores se classificam para as quartas, semis até chegar na final.

“O campeonato foi uma iniciativa minha e do meu irmão, para chamar todos e que já jogaram e que ainda jogam misturando masculino e feminino, tendo em vista que para ano que vem estamos sem piscina, e tentar unir todos para que o polo não acabe pois 2016 será difícil sem lugar para treinar. Talvez a Vila não fique pronta. Sendo assim não sabemos onde vamos treinar”, explicou.

Quanto ao ano de 2016, Igor, que é capitão do time de polo aquático que conquistou o vice-campeonato na Liga Brasileira de Polo Aquático, diz que ainda não há locais confirmados para a equipe treinar. Com a psicina da Vila Olímpica em reforma, sobram poucas opções de locais para treinamento.

“Depois que a vila fechou fomos para o Centro de Convivência Magdalena Daou e fizemos a preparação lá e na sexta e no sábado, íamos para o Sesi, porque que a piscina lá era maior, aí a gente conseguui por causa de um acordo. Mas 2016 ainda está muito incerto e a gente está tentando reunir o pessoal que já jogou, a “velharada”, com o pessoal que ainda joga para ver se faz um negócio grande para não ficar esquecido e  para conseguir uma piscina logo e  não ficar correndo atrás porque a gente ainda quer ganhar a Liga. A gente precisa resgatar todo mundo para criar uma força e conseguir algo melhor para o polo”, declarou.

Um dos ex-atletas que irá jogar é Fabiano Castro. Ele jogou durante 21 anos como ala e parou em 2012. Ele conta que é um orgulho fazer parte da família do polo aquático amazonense.

“Para mim é um orgulho muito grande o Polo Aquático se torna essa potência do Amazonas. E pensar que tudo isso é fruto nosso de 20, 30 anos atrás de pessoas que nunca deixaram o esporte morrer. Nós como ex-atletas e dirigentes do esporte estamos aqui (como sempre vamos estar) para apoiar o nosso esporte e esse evento é mais um passo para manter o esporte vivo e competitivo”, contou.

Publicidade
Publicidade