Publicidade
Esportes
Craque

Copa Amigos do Polo Aquático reúne atletas e ex-atletas para manter o esporte vivo no AM

Em uma manhã de competições, oito equipes formadas por jogadores e jogadoras, se juntaram para fazer o que mais gostam: praticar a modalidade 27/12/2015 às 16:20
Show 1
Copa de polo aquático reúne atletas e ex-atletas da modalidade em Manaus
Camila Leonel Manaus (AM)

Fim de ano é tradicionalmente época de confraternizações e com os praticantes de polo aquático do Amazonas não foi diferente. Na manhã de sábado (26), cerca de 80 pessoas entre atletas e ex-atletas, se reuniram na piscina do Fazendário Clube, Zona Centro Sul, para um torneio que além de diversão e reencontros, foi uma tentativa de manter vivo o esporte.

O Campeão da Copa Amigos do Polo foi a equipe Gilson Pará, que venceu o Pororoca por 8 a 4. O torneio reuniu oito equipes com jogadores e jogadoras. Tudo foi organizado em uma semana e conforme era divulgado nas redes sociais, mais pessoas, até aqueles que já haviam parado de jogar há um bom tempo, foram confirmando presença no evento.

“O polo está crescendo bastante, mas a gente não tem incentivo de ninguém e eu mesmo resolvi arcar com as coisas. Eu conversei com o meu irmão, o Igor, e ele falou que ‘se for para reunir a galera e para a gente movimentar o polo, tô dentro’. Aí a gente foi postando e a galera foi aparecendo foi quando criou a copa, a galera se empolgou e rolou”, disse Ítalo Figueiredo.

O organizador do evento explicou ainda que logo após a divulgação ficou surpreso com a adesão até de pessoas que não jogavam há anos. Ele contou que essa foi à primeira Copa, mas que a intenção é repetir mais vezes o evento para movimentar o esporte, promover o intercâmbio e divulgar a modalidade.

“O que a gente quer nesse evento é fazer mais campeonatos com as mesmas pessoas para que cada capitão com o seu time mantenha em 2016 o time jogando até para incentivar aquelas pessoas que não jogam mais. Nem precisa participar de campeonatos, mas pelo menos para brincar mesmo e buscar quem tava parado”, explicou o capitão da seleção amazonense de polo aquático, que liderou a equipe no Vice-Campeonato Brasileiro em São Paulo.

Um dos ex-jogadores que participou da Copa é Mike Moraes, que foi treinador da equipe nas conquistas do Vice-Brasileiro e Vice-Norte Nordeste em 2015. Mas na manhã de sábado, ele deixou de ser o “Tio Mike”, como é chamado pelos comandados, para ser apenas jogador.

“Estava parado, mas foi bom fazer esse intercâmbio. Teve a participação de muitas pessoas que já jogaram e voltaram hoje (sábado) então foi bom integrar. Eu já disse para eles (os organizadores da Copa) que hoje eu só sou convidado, não vou me meter em nada. Quem está organizando tudo são eles. Hoje sou jogador igual a eles”, declarou com bom humor.

 Outro ex-jogador que voltou a ativa é bem conhecido, mas no meio futebolístico. Cláudio Nobre, vice- presidente do Fast Clube, reviveu seus dias de jogador de polo e mostrou que tem faro de gol. Marcou três vezes na competição.

“Joguei muito tempo, preparei equipes. Joguei uns 15 anos, nadei, joguei polo... muitos deles foram preparados por mim e o Mike está seguindo isso, graças a Deus, para ver se o polo não morre”, disse Cláudio Nobre.

Publicidade
Publicidade