Domingo, 17 de Novembro de 2019
Craque

Copa do Brasil: Princesa espera ter novo ânimo contra o Figueirense, nesta quarta (18)

Sem apresentar um futebol de encher os olhos do torcedor, Princesa entra em campo nesta quarta-feira (18) em busca de uma atuação convincente



1.jpg Léo Paraíba quer furar a defesa do Figueira
18/03/2015 às 18:38

O Princesa vai ter a oportunidade de mostrar um futebol convincente para o seu torcedor, na noite de hoje. O Tubarão enfrenta o Figueirense pela partida de ida Copa do Brasil, às 20h, no estádio da Colina. 

Se no Campeonato Amazonense, e até mesmo na Copa Verde, a equipe do interior do Amazonas não mostrou um futebol de qualidade, a segunda competição mais importante do futebol brasileiro poderá dar um novo ânimo.

“Com certeza a motivação é maior e queremos repetir o primeiro tempo que fizemos contra o Remo. Espero repetir isso nos dois tempos e ser feliz na finalização”, declarou o treinador do Princesa, Zé Marco.

O duelo contra o Figueira fez o treinador assistir às partidas da equipe rival que lidera o Campeonato Catarinense.

“A gente buscou algumas situações e assistimos a uns três jogos deles. É claro que não sabemos se eles vem da mesma forma e também possuem desfalques. Procuramos trabalhar com o nosso material humano e queremos surpreender, mas temos que tomar cuidado e se precaver”, frisou o treinador “jogando” o favoritismo para a equipe catarinense.

“O Figueirense preocupa num todo, não só por setores. Sabemos do investimento que é feito num time de primeira divisão. O Figueirense é favorito e merece todo nosso respeito”, declarou o treinador.

O principal jogador do clube, o atacante Léo Paraíba, estudou a defesa adversária e quer marcar hoje. “É um grande clube e tem uma defesa que preocupa pelo tamanho, mas a agente espera furar eles”, disse.


Argel prega respeito



O técnico do Figueirense, Argel Fucks, fez uma rápida movimentação no CT Barbosa Filho, na tarde de ontem, com os jogadores e na parte final aprimorou cobranças de bola parada. Pregando respeito ao adversário, Argel quer a vitória, mas sabe que o Princesa pode dificultar e até surpreender.

“Jogo difícil. A gente respeita muito a equipe do Princesa. Ano passado empataram aqui com o Santos em 1 a 1 (na verdade o jogo foi 2 a 1 para o Santos) e lá na Vila (Belmiro) perderam por 1 a 0 (o jogo foi 4 a 2 para o Santos) e hoje em dia o futebol é todo mundo igual e temos que ter o respeito. Nem passa pela nossa cabeça não ter o segundo jogo. Sabemos da dificuldade que é a Copa do Brasil e o importante é fazer uma boa partida e buscar o resultado”, disse o treinador, que assim como Zé Marco, assistiu ao vídeo do jogo do rival.

“Assisti ao jogo contra o Remo. Pelo que a gente viu é uma equipe de velocidade”, afirmou.


Três perguntas para Argel Fucks

A meta é eliminar o jogo da volta ou levar o jogo pra Santa Catarina?

Nem passa pela nossa cabeça não ter o segundo jogo. Sabemos da dificuldade que é a Copa do Brasil, então nos viemos aqui com humildade e seriedade respeitando o adversário e jogar futebol, é o que a nossa equipe tem feito nos últimos jogos, no Campeonato Catarinense e o mais importante é fazer uma boa partida e buscar o resultado.

Em relação ao time que jogou contra o Santos, esse Princesa é inferior, não fica a expectativa de eliminar o jogo de volta?

Não fica, não. O futebol não se pensa assim. E quando se pensa assim está menosprezando o adversário. Tem que ter o pezinho no chão e a gente passa isso no Brasileiro. Quando a gente jogar com o Corinthians todo mundo joga o Corinthians como favorito e ano passado ganhamos duas vezes em casa e em São Paulo.

O que deu para perceber do jogo do Princesa no vídeo  contra o Remo?

O Princesa é muito parecido com a gente, é um time rápido, experiente, com mescla de garotos e pelo que a gente viu é uma equipe de velocidade. Vai ser um jogo difícil.


Três perguntas para Zé Marco

O torcedor ainda corre o risco de ver a equipe caindo de produção no segundo tempo?

Nós não temos tempo pra trabalhar físico e temos mais procurado trabalhar a parte de posicionamento. Não adianta o time cair no segundo tempo e meter físico nos atletas, que corremos o risco de piorar a situação. Mas temos trabalhado com a nossa comissão técnica para termos os jogadores mais inteiro possível.

Essa será a sua primeira partida como treinador na Copa do Brasil. Pegar um time de primeira divisão é preocupante?

A gente não tem muito que lamentar e nem mesmo comemorar. É trabalhar para ter um time forte dentro de campo e estar preparado. Acredito que estamos preparados.

Figueirense preocupa e é o favorito para vencer a partida?

O Figueirense preocupa num todo, não só por setores. Sabemos do investimento que é feito num time de primeira divisão e o Figueirense é favorito, e merece todo nosso respeito. Eles estão sem alguns jogadores, mas temos que tomar cuidado e nos precaver. Vamos tentar surpreender, mas o favorito são eles.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.