Publicidade
Esportes
Craque

Copa dos Bairros de Vôlei cria rivalidade entre a principal dupla de “saque” e “bloqueio” do AM

A Copa dos Bairros de Vôlei estreou com 21 equipes. Agora, com o início da segunda fase neste final de semana (26 e 27), apenas oito times continuam na disputa pelos R$ 6 mil que serão dados ao conjunto campeão. São eles: Parque das Nações, Santa Etelvina, Compensa I, Castelo Branco, Colônia Antonio Aleixo, São José I, II da Zona Sul e I da Zona Sul. A competição tem data prevista para encerrar dia 16 de novembro 27/10/2013 às 21:22
Show 1
Ellen Lopes e Mônica Passos são o melhor ataque e defesa da Copa dos Bairros de Vôlei
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A Copa dos Bairros de Vôlei Taça Paulo Avelino Filho chega a sua segunda fase repleta de rivalidade. Prova disso foram às disputas ferrenhas protagonizadas neste final de semana (26 e 27), no Ginásio Zezão, Zona Leste da Capital. Entre elas, das duas principais atletas do “saque” e “bloqueio” do Amazonas: Ellen Lopes e Mônica Passos.

A dupla que é famosa por disputar o circuito nacional de vôlei de praia, surpreendeu por estar “uma contra a outra”. Isso porque, Ellen veio ao evento defendendo o São José, que passou pela rodada ao marcar 2 sets a 1 em cima do Santa Etelvina;  e Mônica por representar o Parque das Nações, que marcou ontem dois sets a zero contra a Colônia Antonio Aleixo.

“Não é fácil enfrentá-la, é sempre mais difícil. Mas isso aqui é um jogo e encaramos com profissionalismo. Por isso, não vou negar que há sim muita rivalidade entre nós, pois as duas são boas e isso dá um gás na hora do vamos ver”, disse Ellen, que há dois anos não participava de competições indoor. Segundo ela, o retorno não poderia ser mais propício.

“Não vou mentir, sempre gostei mais do vôlei de quadra, em conjunto. Em compensação, o vôlei de areia abre mais oportunidade para nós atletas. Por isso, há dois anos não participo de competições indoor e estou muito feliz com este retorno, pois estou vendo vários atletas aqui que estavam parados e este é um verdadeiro encontro que dá força a modalidade”, comentou a jogadora, responsável por uma boa parcela dos 2 sets a 1 em cima do Santa Etelvina, com parciais de 25 a 19, 26 a 24 e 15 a 11.

“O nosso desempenho foi bom hoje (sábado, 26), mas ainda temos que acertar alguns passes de defesa e bloqueio”, disse a levantadora.

Anotando sete anos de carreira, Mônica Passos também admite que é complicado enfrentar a parceira, ainda mais por uma conhecer o jogo da outra. Entretanto, afirma que o Parque das Nações é uma equipe forte e se mantém invicta devido o alto nível técnico dos jogadores.

“O nosso time é formado por jogadores federados. Ou seja, todos participam de campeonatos estaduais e nacionais. Logo, temos um bom rendimento e na quadra  todos se sentem à vontade. Mas é claro que os outros grupos são fortes, como o da Ellen, e pesar dele ser minha amiga ninguém quer perder a Copa”, comentou Mônica, que junto com seu time marcou ponto na tabela após somar dois sets a zero contra a Colônia Antonio Aleixo, com parciais de 25 a 17 e 25 a 18.

“Amigas, amigas. Negócios a parte”

Se o clima de competitividade já era nítido entre Mônica e Ellen só de ambas se cruzarem pelo Ginásio, imagina no próximo final de semana (2 e 3), quando o São José I vai enfrentar o Parque das Nações, no Zezão. É esperar para ver a tensão tomar conta das meninas do vôlei. “Ah, sabe como é que é: Amigas, amigas. Negócios a parte”, brincou Ellen, ao ensaiar cara de brava para Mônica.

Ellen e Mônica disputam o Circuito Regional Banco do Brasil de Vôlei. Sem data definida para a próxima competição, a dupla deve disputar a quinta fase até final de novembro, quando encerra a Copa dos Bairros.

Copa dos Bairros

A Copa dos Bairros de Vôlei estreou com 21 equipes. Agora, com o início da segunda fase neste final de semana (26 e 27), apenas oito times continuam na disputa pelos R$ 6 mil que serão dados ao conjunto campeão. São eles: Parque das Nações, Santa Etelvina, Compensa I, Castelo Branco, Colônia Antonio Aleixo, São José I, II da Zona Sul e I da Zona Sul. A competição tem data prevista para encerrar dia 16 de novembro.

“Nós estamos agora com o melhor do vôlei em quadra. Por isso, cada vez mais as pessoas vão se surpreender com as partidas, pois o nível técnico está muito alto. A briga vai se feia nas próximas semanas, pois na terceira rodada da segunda fase já começa o mata-mata e ninguém quer se despedir da competição e perder a chance de ser considerada a melhor da Capital”, comentou o coordenador do evento, Thiago Durante.

Premiação em dinheiro

1 º LUGAR – R$ 6 MIL + TROFÉU + MEDALHA

2º LUGAR – R$ 3.900 + TROFÉU + MEDALHA

3º LUGAR- R$ 2.100 + TROFÉU + MEDALHA

4º lugar – R$600      + TROFÉU + MEDALHA


Publicidade
Publicidade