Publicidade
Esportes
Craque

Cristóvão Borges pede demissão e não é mais técnico do Flamengo

O mais cotado para assumir o comando do Flamengo é Oswaldo de Oliveira, que está sem clube desde que deixou o cargo de treinador do Palmeiras 20/08/2015 às 12:40
Show 1
Em nota, o Flamengo lamentou a saída do técnico, porém declarou que lamenta a saída de Cristóvão, embora reconheça que os resultados ruins "não pode ser atribuído exclusivamente a ele"
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Cristóvão Borges não é mais técnico do Flamengo. Na manhã desta quinta-feira (20), após uma reunião com a diretoria do Rubro-Negro,  o comandante, que não era unanimidade no clube, pediu demissão. No Campeonato Brasileiro o Mengão ocupa a 13ª posição na tabela de classificação e na última quarta-feira (19) perdeu para o Vasco (20º colocado no Brasileirão) por 1 a 0 pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Pressionado pelos resultados do time, Cristõvão declarou na noite de quarta-feira (19), após a derrota para o Cruz de malta, que não pensava em demissão e que a pressão por parte da torcida era normal. Mas ao que tudo indica ele mudou de opinião e pediu para deixar o clube. Aos 56 anos, Cristóvão, que acertou com o Flamengo após a demissão de Vanderlei Luxemburgo, comandou o time em 18 partidas, somando oito vitórias, um empate e nove derrotas.

O mais cotado para assumir o comando do Flamengo é Oswaldo de Oliveira, que está sem clube desde que deixou o cargo de treinador do Palmeiras.


Publicidade
Publicidade