Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
WRESTLING

Lutador amazonense confirma vaga para Jogos Pan-Americanos de Lima

Daniel Alves confirmou a vaga na categoria até 57kg, após conseguir classificar o Brasil no mês passado. Além disso, o Amazonas ficou no segundo lugar por equipes, faturando 10 medalhas



CR0120-CABE_A01_1BEB8376-D2B7-4416-B4A0-9313AF3C5FBA.JPG (Foto: Divulgação Falle)
19/05/2019 às 21:04

O Amazonas conquistou três ouros, cinco pratas e dois bronzes no Campeonato Brasileiro de Wrestling 2019, que aconteceu no Rio de Janeiro, no último fim de semana. A equipe amazonense ainda conseguiu o segundo lugar por equipes (atrás apenas do Rio de Janeiro) e o quarto lugar nas equipes femininas. Além dos bons resultados, uma conquista tem um gosto especial: Daniel Alves, na categoria até 57kg, carimbou a vaga para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, feito que não acontecia desde o Pan de 2007, com Waldeci Silva.

Daniel conquistou a vaga para o Brasil no Pan-Americano de Wrestling no mês passado, ao ficar em quinto lugar na competição que aconteceu na Argentina. Para garantir a vaga e ele mesmo representar o País, Daniel teria que vencer o Brasileiro. Porém, ele ficou na terceira colocação. O vencedor da modalidade foi outro amazonense: David Moreira. Pelo regulamento, Daniel teria que fazer uma série de melhor de três lutas para decidir a vaga e venceu duas lutas contra o conterrâneo.



 “Eu sabia que ia ter lutas duras e muita gente querendo tirar essa vaga de mim, mas graças a Deus deu tudo certo. Este ano vem sendo brilhante e eu só tenho a agradecer a Deus e aos familiares pelo apoio”, disse o atleta, que confessou uma certa tensão ao perder a luta e ir para a disputa do bronze. Mas, com concentração, ele conseguiu segurar a vaga que havia conquistado. “Eu estou muito feliz pelo resultado. Treino luta olímpica há sete anos e estou muito feliz por estar fazendo história na luta do Amazonas. Vou seguir treinando forte e vai dar tudo certo”, comemorou.

David Moreira, que baixou de categoria para tentar a vaga no Pan, comemorou o ouro e apesar de não conseguir o passaporte para o Pan, ficou feliz pela vaga ter ficado no Amazonas. “Decidi baixar para estar nessa disputa e consegui ser campeão da categoria, mas perdi na disputa de melhor de três. Eu estou satisfeito com o resultado. Precisei me arriscar para saber se ia dar certo. O bom de tudo é que pude colaborar para que essa vaga ficasse garantida para o Amazonas”.

Além de David Moreira (57kg), Tasso Alves (92kg) e Kenedy Pedrosa (estilo greco-romana, kg) levaram ouro. Lucas Leal (65kg), Luigi Chacin (86kg), Fábio Júnior (97kg) e Brenda Palheta (62kg) ficaram com a prata e Andria Pimentel (57kg) e Daniel Alves (57kg) levaram o bronze.

Para o técnico da equipe e presidente da Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva (Falle), Waldeci Silva, o resultado mostra que o Amazonas está no caminho certo e dá esperança para passos mais largos no futuro.

“Estou muito feliz. Estamos sempre entre os melhores do país e orgulhoso do nosso resultado. Fui o último amazonense que foi para o Pan no wrestling, hoje sou treinador e presidente da Federação e classificar um atleta é uma emoção muito grande. Isso mostra que estamos no caminho certo para ser uma potência. Logo, logo, espero que possamos classificar para as Olimpíadas. Era um sonho que antes parecia distante, mas hoje não é mais”, comemorou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.