Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

Danilo Rios já tem data para deixar o Maringá e está na ‘pista’

Jogador é nome forte na diretoria do clube para esta temporada, que é comandado pelo técnico que "redescobriu" o jogador no Naça. Meia se tornou ídolo do clube por causa da boa campanha de 2013


09/04/2015 às 22:26

Quem não conhece Danilo Rios? O jogador não brilhou nos grandes clubes de futebol do Brasil, mas numa temporada só arregimentou o sentimento de muito torcedor azulino e se tornou ídolo do Nacional, levando o clube aonde nenhuma equipe amazonense jamais chegou: a quarta fase da Copa do Brasil e por pouco não conseguiu a classificação para a - tão sonhada - Série C.

Mesmo sem levantar uma taça com a camisa do Leão, o jogador deixou marcas principalmente pelas suas arrancadas, assistência e os gols feitos. Prestes a encerrar o vínculo com o seu atual clube, o Maringá-PR, eliminado nas semifinais do Campeonato Paranaense, o jogador tem apenas mais um jogo com o clube pela Copa do Brasil e depois encerra o contrato com o clube do Sul.

“Tenho mais um jogo pela Copa do Brasil dia 15 contra o Madureira e depois meu contrato se encerra”, disse o jogador que diz ter recebido  propostas de diversos clubes.

“Ao longo do campeonato eu tive várias propostas, mas não analisei porque estava com o campeonato em andamento”, admitiu Danilo, destacando que ainda possui contato com os dirigentes do clube manauara.

“Sempre converso com os dirigentes e amigos do Nacional. Tenho um bom relacionamento com todos e tenho um carinho muito grande pelo clube. Sempre me coloquei à disposição. Se eles precisarem de mim estarei aqui”, afirmou.

Entristecido com a eliminação na última quarta-feira (08) para o Londrina, Rios garantiu que ainda quer voltar a vestir a camisa do Mais Querido.

“Gostei muito daí (Manaus), e sabemos que não depende só de mim para voltar. Vou resolver minha vida nesses dias e ver o que vai acontecer”, frisou o meia.

Lana o “culpado”

O que poucas pessoas sabem é que “o atual” técnico Aderbal Lana foi quem fez o jogador se tornar ídolo do clube.

O experiente treinador assumiu o clube no Campeonato Amazonense de 2013 depois da queda de Vilson Tadei - que trouxe Danilo para o Amazonas -, e tirou o jogador da lista de dispensa.

“Quando eu assumi o Nacional em 2013 o nome dele estava na lista de dispensa. Mas não teve nada de excepcional e se firmou como um bom jogador e se tornou ídolo”, admitiu o treinador, que descobriu o ídolo fazendo o que sabe fazer de melhor.

“Fiz o mesmo que está acontecendo agora no clube, fiz a equipe ter posicionamento dentro de campo e o jogador que é bom jogador entende tranquilamente aquilo que tem que ser feito”, ressaltou Lana, que nunca escondeu que possui vontade de contar jogador para nesta  temporada.

publicidade
publicidade
Masters do Corinthians enfrenta Seleção Evangélica do AM na Arena em maio
Ball Cats vai em busca do título da Champions Ligay em Brasília
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.