Publicidade
Esportes
Craque

De novo! Fast Clube derrota o Nacional e leva o título do Amazonense de Juniores

Rolo Compressor goleou o Leão da Vila Municipal por 6 a 0 nesta quarta-feira, no estádio Carlos Zamith, Zona Oeste de Manaus 12/08/2015 às 17:11
Show 1
Fast derrota o Nacional na final do Amazonense de Juniores
acritica.com Manaus

Foi mais um passeio. Assim como ocorreu na final do primeiro turno do Amazonense de Juniores, o clássico Pai-Filho voltou a se repetir na decisão do returno. Mais uma vez o Fast Clube não tomou conhecimento do time do Nacional e, novamente, goleou o Leão da Vila Municipal, na tarde desta quarta-feira, no estádio Carlos Zamith, agora pelo placar de  6 a 0.

Com a conquista do segundo turno do Estadual Sub-20, o Rolo Compressor levou a taça por antecipação e de forma invicta. De quebra, os garotos do Tricolor de Aço garantiram vaga na Copa São Paulo de Juniores de 2016. 

Atropelou o Leão
 O time comandado por Darlan Borges entrou em campo completo e com sede de vitória. Por outro lado, a equipe de Naça, dirigida por Paulo Morgado - efetivado como técnico do time profissional do Nacional -, foi à campo repleto de desfalques. Três titulares expulsos na semifinal ficaram de fora e o meia-atacante Hayllan, lesionado, não se recuperou a tempo de reforçar o Leão.

Como não tinha nada com isso, o Tricolor partiu pra cima e aos 7 minutos começou a desenhar o massacre, após lambança no meio, o lateral Léo fez gol contra. Não deu tempo nem de lamentar a falha e o artilheiro Alexsander fez o segundo gol, isso com apenas 12 minutos de jogo.

 Aos 30, um lance feio tirou de campo uma das esperanças do Naça: o volante João Lucas, revelação nacionalina levou uma cotovelada, segundo a arbitragem, acidental de Niashe e perdeu dois dentes, deixando o campo ensanguentado. No seu lugar entrou Sidioney. O Fast aproveitou mais um desfalque no Leão e ampliou aos 37 minutos mais uma vez com Alexsander, goleador maior do Barezinho com 19 gols.

  No segundo tempo o Rolo Compressor tirou o pé do acelerador, mas continuou atropelando. Aos 20 minutos, o lateral  Léo voltou a bater cabeça e jogou contra o patrimônio, fazendo gol contra, o segundo dele no jogo: 4 a 0 Fast. Aos 27, Françoar fez o quinto em cobrança de pênalti. Com o time do Nacional totalmente batido em campo, os garotos do Tricolor ainda fizeram o sexto tento pelos pés de Ioran, que acabou sendo expulso por levantar a camisa.

Final de jogo e festa dos meninos do Fast Clube, que devem viajar na próxima semana para o Pará para a disputa da Copa Norte da categoria.

Publicidade
Publicidade