Terça-feira, 07 de Dezembro de 2021
Parceria inédita

Departamento de natação do Rio Negro firma parceria

Ao lado da Aquática Nobre e da Bindá Training, Galo da Praça da Saudade pretende fortalecer a equipe e faz associação inédita no clube



share_big_99fe4d75-5854-4429-b304-83fc7d2bd1b0_AC1A50E5-BABC-49A3-8E01-EE80BF55203F.jpg Foto: Iago Albuquerque
26/05/2021 às 15:31

O Atlético Rio Negro Clube firmou parceria com a Aquática Nobre e com a Bindá Training, com o objetivo de aumentar a competitividade do time nos Campeonatos da Federação Amazonense de Desportos Aquáticos (Fada). O acordo está previsto para durar pelos próximos cinco anos. Além da natação, o clube tem interesse em implantar o polo aquático no próximo ano - por conta da pandemia -, com a ideia de fazer um time masculino e feminino da modalidade.

O acordo foi firmado na última sexta-feira (21), mas as conversas começaram no ano passado e disponibilizará a piscina semi-olímpica do clube, para que atletas possam treinar para as competições e farão parte da equipe Nobre/ Rio Negro/ Bindá.



De acordo com Washington Deneriaz, diretor de natação do Galo, o principal objetivo é fazer com que o clube tenha uma equipe forte nas competições. Com esse crescimento, o clube espera fortalecer a modalidade que, historicamente, sempre foi uma das mais fortes do Rio Negro.

“Nós chegamos a conversar, eu, Jeferson, que é o presidente do Rio Negro, o Cláudio Nobre e Orlando Bindá sobre o quanto esse projeto seria viável pra nossa recuperação dentro do âmbito nacional. Então nós chegamos a firmar essa parceria no ano passado e o objetivo é fazer com que a natação do nosso estado cresça, até porque o Rio Negro tem uma história e uma tradição na natação. Por aqui passaram grandes campeões e não tenho dúvidas de que será uma boa parceria e faremos tudo o que for possível para alavancar o projeto”, disse Deneriaz.

Já o diretor da Aquática Nobre, Cláudio Nobre, comentou sobre a importância do clube para o esporte e explicou sobre a parceria inédita.

“O parque aquático e a piscina do Rio Negro deveriam ser considerados patrimônio histórico do estado. O clube tem hoje um diretor de natação, que conheço há muito tempo e já fizemos parcerias anos atrás. Já o Orlando Bindá é um trator para trabalhar. Já fizemos muitas parcerias vitoriosas no passado e tenho certeza faremos novamente dessa vez. Assim, Deus nos aproximou novamente para esta missão, que não tivemos dúvida de que será muito boa para todos os envolvidos no projeto, idealizada e praticamente aceita quase que instantaneamente, por todas as partes envolvidas. Esperamos poder ajudar na liderança do mesmo e da equipe de profissionais, que estarão envolvidos no trabalho, para conseguir bons resultados para a natação amazonese”, explicou.

Retomada

O Rio Negro retomou as atividades da natação no ano passado após cinco anos de hiato. O retorno é fruto de uma reestruturação que começou em 2019, com a gestão do presidente Jefferson Oliveira e incluiu a revitalização do parque aquático do clube, construído na década de 60 e que, por anos, foi um dos mais modernos do Norte do país.

“O Rio Negro é o berço no Amazonas da natação e do polo aquático. Nosso parque aquático é a história viva desse esporte em nossa terra. Aí o meu amigo de profissão, o professor Cláudio Nobre, que tem um vasto currículo de serviços prestados na natação competitiva e no polo aquatico, me trouxe esse projeto, ideia fortificada pelo professor Orlando Bindá e aí não tive nenhuma dúvida de que seria muito bom para a natação do clube e para o Rio Negro como um todo”, disse o presidente do Galo, Jefferson Oliveira.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.