Publicidade
Esportes
Craque

‘Desonestidade anunciada’: Juca Kfouri critica corrupção no futebol e a realização da Rio 2016

O jornalista de renome nacional não poupou críticas à construção dos estádios da Copa, o qual classificou de “surto de megalomania”, e acha que o Brasil jamais possuiu política voltada para o esporte     03/02/2016 às 15:47
Show 1
Juca Kfouri não poupou crítica à realização da Copa e dos Jogos Olímpicos no Brasil.
Agência Brasil São Paulo (SP)

O jornalista Juca Kfouri afirmou nesta terça-feira (2), no programa Espaço Público, da TV Brasil, que o futebol brasileiro é a "crônica de uma desonestidade anunciada".

“O futebol, e o esporte de maneira geral, não apenas no Brasil, se prestam muito claramente pra lavagem de dinheiro, pela intangibilidade dos preços. Quanto vale o Messi?”, questionou o jornalista.

Kfouri é conhecido por suas críticas à Copa do Mundo e às Olimpíadas no Brasil. Para ele, é indiscutível que o país tinha o direito de receber uma Copa aqui, no entanto, classificou como "surto de megalomania" a construção de 12 estádios de futebol. Como exemplo, citou o caso da Copa nos Estados Unidos, onde nenhum estádio foi construído especificamente para o evento.

“O mundo adorou a Copa, mas a conta está alta. Fizemos pelo menos cinco 'elefantes brancos', por mais que denunciássemos: Brasília, Manaus, Cuiabá, Natal... Não havia necessidade”, criticou.

Olimpíada 2016

Em relação às Olimpíadas deste ano, Kfouri defendeu que não vê sentido na realização do evento: “A Olimpíada coroa o processo de política esportiva. Nós não temos, há 516 anos, uma política de esporte no Brasil”.

Apesar das duras críticas, Kfouri se define como um torcedor esperançoso. “Enquanto existirem pessoas que sejam capazes de renunciar às benesses que eventualmente recebam, porque discordam de um ato infame, a gente tem esperança”.

Juca Kfouri foi diretor das revistas Placar e Playboy; comentarista esportivo do SBT e da Rede Globo; apresentador dos programas Bola na Rede, na RedeTV, e Juca Kfouri ao Vivo, na rede CNT; colunista do jornal O Globo e apresentador do CBN EC, na rede CBN de rádio.

Hoje trabalha na ESPN-Brasil e tem uma coluna no jornal Folha de S.Paulo. Pai de quatro filhos, ele tem cinco livros publicados: A Emoção Corinthians (1982), Corinthians, Paixão e Glória (1996), Meninos, Eu Vi… (2003), O Passe e o Gol (2005) e Por que não desisto – Futebol, Poder e Política (2009).


Publicidade
Publicidade