Publicidade
Esportes
Craque

Destaque do Futebol do AM, Jackie Chan espera atuar por um grande clube em 2016

Atacante de apenas 19 que brilhou no segundo semestre de 2015 epera atuar por uma grande equipe do futebol brasileiro neste temporada 01/01/2016 às 20:15
Show 1
Jackie Chan foi um dos grandes destaques da equipe Fast em 2015
Anderson Silva Manaus (AM)

O ano de 2015 não foi nada fácil para vários setores do País. Economia em queda livre, demissões, dinheiro mais curto... No esporte não foi diferente e no futebol muitas foram as dificuldades das equipes locais. Mas um se “salvou” perante a tudo isso.

Em meio à crise, o atacante Ivanilson Barbosa Chaul, o Jackie Chan, 19, soube driblar todas as dificuldades e bem no “auge do distúrbio financeiro” conseguiu atrair os holofotes da mídia e chamar a atenção de grandes clubes do futebol. Tudo por conta da velocidade, dribles e a extrema qualidade em campo que lhe renderam títulos e a artilharia da Copa Amazonas.

“O ano de 2015 abriu muitas portas na minha carreira, em meio a essa crise. Fui campeão Juniores, campeão da Copa Norte Sub-20, campeão e artilheiro da Copa Amazonas. Posso dizer que 2015 foi o meu ano. Espero entrar 2016 também com o pé direito”, destacou o  jogador nascido em Roraima, mas com “espírito” amazonense.

“Posso dizer que sou amazonense (risos). Nasci em Roraima, mas me criei em Barcelos (distante a 405 quilômetros de Manaus) desde os seis anos de idade. Meus pais se separaram e eu fui morar com meu pai”, disse.

E foi a “terra do peixe ornamental” que garantiu um lugar ao sol. Ainda jovem, os primeiros chutes na bola foram com a camisa do São Francisco. “Fui campeão com o São Francisco e goleador nas competições”, relembrou o jogador, sem saber que um dia seria um dos responsáveis por tirar o Fast Clube da fila dos 44 anos sem título.

“De lá começou minha trajetória. Eu jogava no campeonato amador. E o pessoal de Barcelos, o Gordo, o Welignton Carioca e a Sandra Leite, tinham contato com Itacoatiara. Fui fazer o teste no Penarol, fiquei por dois anos no clube, também tive passagem pelo Tarumã em 2014. Voltei para o Penarol e meu contrato acabou e no meio do ano vim pro Fast”, afirmou o atleta.


2016 promissor

Desde o mês de dezembro, Jackie Chan vem recebendo propostas. Prestes a estrear com o Fast na disputa da Copa São Paulo de Futebol Junior, o jovem apenas quer atrair olhares dos clubes do Sudeste do País.

“Espero que um grande clube olhe eu jogar. O futebol amazonense é muito complicado, são muitas as dificuldades. Acredito que aqui já fiz meu nome. O dever foi cumprido e quero escrever meu nome em outro Estado e até fora do País”, revelou o atleta.

O jogador também não desanima se os empresários não enxergarem o futebol aprendido no Amazonas. Chan – como é chamado carinhosamente pelos mais íntimos - pode estar de malas prontas para clubes de destaques. “Tem muita procura. Três clubes do Pará me procuraram, aqui (em Manaus) já recebi convites. Mas estamos conversando, quero escolher a melhor proposta”, admitiu.

Origem do apelido

Ivanilson recebeu o apelido do ator chinês, Jackie Chan, do ex-treinador Igor Cearense. O apelido foi dado assim que o jogador chegou às categorias de base do Penarol. “Ele disse que eu parecia com o Jackie Chan. E ficou. Mas acho que não me pareço nada com ele”.

Técnico amigo


Darlan Borges foi o responsável por levar Jackie Chan para o Fast. O treinador é o principal incentivador do atleta.

“É um grande jogador. O sonho dele é jogar fora do Amazonas. Figueirense, Bahia, Vitória têm interesse nele. Lá em São Paulo vão ter olheiros de olho nele. Vai ser difícil ele voltar pra Manaus depois da Copa São Paulo”, setenciou.

Publicidade
Publicidade