Publicidade
Esportes
Novos caminhos

Destaque do judô amazonense estreia em nova categoria na Copa SP de Judô

A judoca Rita de Cássia tenta a sorte entre os atletas até 48 kg e vai disputar sua primeira competição na Sênior. Evento vai testar a atleta que busca novos desafios nos tatames 15/03/2016 às 16:23
Show 0fd4cbc9 bbe9 41f0 ae81 86db0605dacb
Ritinha mudou de categoria e fará estreia na Copa São Paulo de Judô.
Mauro Neto/Sejel Manaus (AM)

A faixa preta Rita de Cássia, de 20 anos, vai levar o nome do Amazonas para a Copa São Paulo de Judô, que acontece neste final de semana, na capital paulista. A judoca embarca para a disputa nesta quarta-feira (16), tentando superar as adversárias em uma nova categoria. A judoca com experiência internacional mudou de peso e subiu da Júnior para a Sênior.  

Com um currículo extenso em mundiais e competições nacionais, Rita explica que esta será a sua estreia no campeonato paulista. Para tanto, se prepara há um mês. "Eu estou bastante focada para esta competição, treinando pelo menos três horas, de segunda a sexta. Também faço academia para manter um bom condicionamento físico", explicou a atleta.

Além da ansiedade por conta da competição, a campeã mundial está contando os dias para chegar a Terra da Garoa também por outro motivo. Isso porque, esta será a primeira vez que "Ritinha", "como é carinhosamente chamada no meio esportivo, vai lutar pela Sênior (até 48 kg), nova categoria da amazonense.

"Há dois meses eu subi da Júnior (até 44kg) para Sênior, depois de muita conversa com o meu técnico. É uma experiência nova para mim, vou testar meus limites e dar o meu melhor na competição. Quero surpreender positivamente", disse a judoca, ao afirmar que vai encontrar algumas pedreiras pela frente, como Gabriela Chibana (medalhista no Pan-Americano e Sul-Americano) e Nathália Mercadante, suas adversárias diretas na categoria.

"Elas são fortes e bem treinadas, mas também estou muito confiante no trabalho que venho realizando, nos meus treinos diários. Vou dar o meu melhor para medalhar nesta competição. Não será fácil, mas creio bastante que posso me destacar", finalizou a atleta, que conta com o apoio do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

*Com informações da asessoria

Publicidade
Publicidade