Publicidade
Esportes
NACIONAL

Destaque do Nacional, Pedro Balu fala sobre preparação para o Rio-Nal neste sábado (24)

Lateral do Naça fala como trabalho e confiança podem ajudar o Leão contra o Galo no jogo deste sábado (24), 23/03/2018 às 07:59
Show zcr0223 02 p01
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Camila Leonel Manaus (AM)

Uma das características do Nacional são as jogadas pelas laterais do campo e um dos principais lados por onde surgem as jogadas do Leão é o direito. Lá joga Pedro Balu, um lateral que além de marcar, avança até o setor ofensivo para apoiar. A prova deste apoio foram os seis cruzamentos na partida contra o Princesa do Solimões, na última rodada do segundo turno. Os números, mais que demonstrar o lado ofensivo de Balu, sinalizam o entrosamento crescente com a equipe comandada por Arthur Bernardes.

“Eu sou um lateral que apoio bastante, todo clube que eu passo é uma das minhas características. No começo eu estava um pouco sem apoiar, mas eu fui me encontrando dentro da equipe, dentro do planejamento do professor e a cada dia escutando o que ele tinha me ensinado e eu aproveitei as oportunidades que ele me deu e coloquei em prática dentro do campo”, explica o jogador que também salienta, os reforços que chegaram durante o campeonato também foram importantes para esse aumento de chegadas à área. 

“Temos jogadores de estatura boa no ataque e eu tento cruzar para os meus companheiros para que eles possam fazer os gols. Temos referências então precisa explorar essa qualidade”, completa.

Mas nem tudo são flores no Naça. Durante o estadual, o time oscilou bastante. Conseguiu a primeira vitórias apenas na quarta rodada contra o Fast Clube. O time também não conseguiu vencer duas partidas seguidas no Barezão e agora tem o desafio de fazer três partidas consistentes para sonhar alto. “Não podemos errar nessas partida que estão por vir. Nós sabemos da responsabilidade, tivemos altos e baixos, mas o campeonato mostra que times que jogam jogo bom geralmente perde outro jogo creio que daqui pra frente vamos perder mais não”, explica o lateral.

Apesar de apoiar bastante no ataque, Balu tem uma assistência para o gol de Guigui na virada sobre o Penarol na segunda rodada do returno. Mas esses números não preocupam o jogador, que tem consciência que o plantel está em evolução.

“A gente tem que entrosar nesse espaço curto e mostrar resultado nesses jogos. Chegaram jogadores e o torcedor já quer que os caras chegue metendo muitos gols, dando assistência, mas não é assim. Nós acreditamos no projeto e é só o Nacional se entrosar no dia a dia e colocar em prática no dia do jogo”, explica.

Para o Rio-Nal de sábado, Balu diz que a preparação está intensa e só a vitória interessa. O Pensamento é vencer e ganhar o título. Apesar de estar nas quartas de final, o Nacional ainda corre um certo risco de rebaixamento, caso o São Raimundo conquiste o turno. Perguntado se além de vencer o jogo no sábado se iria secar a equipe colinense no domingo, ele diz que prefere não pensar nisso. “Particularmente eu não penso muito nisso. Penso em vencer o jogo  e passar para as semifinais. Essas coisas de rebaixamento, coisas negativas não procuro pensar. Só pensamos em vitória e em coisas positivas”, declarou o lateral direito. 

Publicidade
Publicidade