Publicidade
Esportes
Copa do Brasil

Deu ruim! Nacional empata com o Dom Bosco e está eliminado da Copa do Brasil

Leão da Vila Municipal precisava vencer por três gols de diferença, mas acabou ficando no empate 27/04/2016 às 22:41 - Atualizado em 28/04/2016 às 00:21
Show nacional d
Time amazonense sofreu um gol logo no primeiro tempo
Thaissa Cordeiro Manaus, AM

“Rejeitadas” pelo Flamengo na partida  contra o Vasco, na semifinal do Campeonato Carioca, os torcedores mirins do Mengão voltaram a campo na noite desta quarta-feira (27) e  tiveram a oportunidade de entrar com o mascote e os jogadores do Nacional antes do jogo contra o Dom Bosco-MT, pela partida de volta da Copa do Brasil, na Arena da Amazônia.
 “Eu fiquei triste por não ter entrado domingo, mas sou torcedor do Nacional também, então estou feliz”, disse Bernardo Santoro de 10 anos.  Já Gabriel Evangelista, de oito anos, saiu com essa: “É legal, mas não é a mesma coisa que entrar com o Flamengo”.

NEM TUDO SÃO FLORES
A atitude do Naça encantou. Só faltava uma virada, um “grand finale” para deixar a torcida feliz, afinal de contas, o Leão da Vila já havia sido derrotado no jogo de ida por 2 a 0. É, mas não foi isso que aconteceu. O Nacional ficou no empate em 1 a 1  e acabou eliminado na primeira fase da Copa do Brasil. Agora o Dom Bosco-MT enfrenta o Atlético-PR, enquanto o Nacional vai aguardar o início da Série D e do Campeonato Amazonense. 

O JOGO
Precisando de três gols para classificar, o time da casa foi pra cima do adversário no primeiro tempo, e logo nos primeiros minutos, Hugo chutou uma bola rente a trave, animando a torcida nacionalina.


A equipe de Heriberto da Cunha criou boas oportunidades até os 25 minutos da etapa inicial, mas aos 35 minutos, o zagueiro Edson Rocha derruba Wilson na área, e é marcado pênalti para os mato-grossenses. Natan foi para a cobrança e tratou de abrir o placar na Arena, marcando 1 a 0 para o time visitante.
Após o revés, o Leão precisava de quatro gols para a classificação. Mas o time se abateu e não conseguiu se entender dentro de campo, com muitos passes errados e principalmente as finalizações.

No segundo tempo o Nacional continuou apático, o que irritou a torcida, que começou a gritar “olé”.
O gol de empate veio aos 45 minutos do segundo tempo com o zagueiro Roberto, um dos mais criticados pela torcida do Leão.

VAIAS
Depois da derrota no jogo de ida, a torcida do Nacional já havia protestado no CT Barbosa Filho, na semana passada. Ontem foi a vez de protestar na Arena da Amazônia.  E, hoje, seguindo as tradições da Vila, “cabeças” - devem - rolar.  

Publicidade
Publicidade