Publicidade
Esportes
Craque

Dia de tudo ou nada

Simples vitória sobre o Duque será o bastante para o Bacalhau garantir a vaga rumo a semifinal 28/02/2013 às 15:07
Show 1
Motivado, o meia Bernardo entra de titular e não quer perder a chance para permanecer na equipe
acritica.com Manaus (AM)

A fase de classificação da Taça Guanabara foi de altos e baixos para o Vasco. Depois de um início animador, com três vitórias seguidas, o torcedor vascaíno amargou outros três jogos sem comemorar os três pontos. Na última rodada, o triunfo sobre o Audax recolocou o time entre os dois primeiros colocados do Grupo A. Assim, precisa apenas ganhar do Duque de Caxias no domingo (24), a partir das 15h (horário de Manaus), em Macaé, para garantir vaga na semifinal.

Boa e má fases do Vasco no Carioca coincidiram com o momento de um jogador em especial: o jovem meia Bernardo, que voltou ao clube em 2013 depois de ser emprestado ao Santos na temporada passada. Ele começou bem a competição, mas caiu de produção e perdeu o lugar no time. Neste domingo, devido às lesões de Carlos Tenorio e Leonardo, vai ganhar nova chance como jogador titular. “O Bernardo é um jogador altamente técnico, com uma carreira bonita pela frente”, disse o técnico Gaúcho. Segundo ele, o jogador pagou o preço por ter caído de rendimento em dois jogos (as derrotas para as equipes do Flamengo e Bangu).

“Espero que neste domingo ele volte a ser o jogador que a gente conhece”, afirmou o treinador. Gaúcho também explicou qual será a função do meia. “O Bernardo vai ficar mais perto da área, mas sem jogar de costas para o gol. Será como um atacante, com uma movimentação parecida com a do Eder Luis”, contou o técnico. Para o zagueiro Dedé, que até agora já teve três companheiros diferentes de zaga - Douglas, André Ribeiro e Renato Silva (este último será novamente titular neste domingo) -, o setor defensivo do Vasco está com crédito. “Fizemos mais jogos bons do que ruins”, avaliou. "O Renato ajuda muito, tem bastante experiência. Nos conhecemos bem. Ele me dá confiança, sabe orientar. Me dá ‘esporro’ na hora que tem que dar. O André teve boas partidas, mas falta ritmo e experiência”, disse Dedé.

Duque de Caxias

Em situação completamente oposta a do Vasco, o Duque de Caxias vai para a partida precisando vencer para se livrar do risco de rebaixamento. A equipe da Baixada Fluminense está na última colocação do grupo B, com cinco pontos. Para acentuar a crise, o técnico Júnior Lopes pediu demissão do cargo na tarde de sexta-feira - a equipe será comandada pelo auxiliar Mário Júnior.

Publicidade
Publicidade