Publicidade
Esportes
futebol feminino

Dia do goleiro: Conheça a surpreendente história das arqueiras do Iranduba

Maike e Maiquiele Weber têm na família a sua maior inspiração, a tia, a goleira Maravilha 26/04/2016 às 14:10 - Atualizado em 26/04/2016 às 16:05
Show zcr0426 01f
Foto: Winnetou Almeida
Thaissa Cordeiro Manaus (AM)

No dia 26 de abril é comemorado o dia do goleiro, e elas mostram que podem jogar pra linha de fundo o preconceito. As irmãs Maike e Maiquieli Weber fazem parte de uma família de goleiras, as arqueiras do Iranduba da Amazônia são sobrinhas de um dos ícones do futebol feminino, Marlisa Wahlbrink, mais conhecida como goleira Maravilha, que defendeu a seleção brasileira durante 12 anos.

MAIKE

Titular da equipe principal do Hulk e nascida na cidade de Maravilha, SC. A jogadora de 23 anos fez sua estreia debaixo da meta em 2008 pelo Saad Esporte Clube, de Águas de Lindóia de São Paulo.

“Sempre gostei, sempre joguei com meus irmãos e amigos, na escola, e na rua, quando eu saí de casa com o incentivo das minhas amigas, falando ‘tu é alta, tua tia era goleira (Maravilha)’, e aí foi um empurrãozinho”, destacou Maike, que revelou ainda que a mãe, Ivone Weber, também foi goleira em alguns campeonatos. 

MAIQUIELE

Natural de Joinville, Santa Catarina, a jogadora de 16 anos, começou no futsal em um time da cidade, o Estrela Vermelha, na função de pivô. A arqueira se mudou para São Paulo, em 2013, e no ano seguinte, migrou para o campo ”Eu sempre tive esse amor pelo gol, mas jogava na linha como pivô em futsal, teve um jogo que eu fui pro gol e aí eu fui bem e começaram a falar que era pra eu ser goleira que eu me destacava”, declarou.

Sobre as principais dificuldades encontradas no esporte, a jogadora revela: “Ter preparador de goleiros que entendam e sofremos bastante com os campos”, disse. Ainda ela, ainda há muito preconceito. “Falam que são frangueiras, principalmente goleiras com a estatura baixa”, ressaltou a arqueira Maiquieli.

RECADO

Maike deixa um recado para as meninas que querem seguir a carreira. “Jogar futebol não é fácil porque as dificuldades são muitas. A falta de apoio à modalidade é imensa. Mas quando se tem um sonho você não pode desistir jamais. Tem que ralar dia após dia pra conseguir alcançar os objetivos”, finalizou.

DE SAÍDA

A goleira Maiquieli que foi contratada para a disputa da Liga Brasileira  Sub-20 pelo Hulk, voltará para seu Estado, agora vai defender as cores de outro verdão, dessa vez, a Chapecoense- SC.

ELAS COMANDAM

Atualmente a equipe do  Iranduba da Amazônia conta com cinco goleiras sendo: Wilce Góes, Suelane Frota, Renata Rodrigues, Maike Weber e Maiquieli Weber.  O preparador das atletas é Paulo Galvão.

Publicidade
Publicidade