Publicidade
Esportes
Craque

Diário de Copa: 18 de junho de 2014 - dia em que os croatas fizeram a festa em Manaus

CRAQUE relembra segundo jogo da Copa do Mundo, na capital amazonense - Camarões e Croácia 17/06/2015 às 20:16
Show 1
Embalada por Mandzukic, a Croácia goleou Camarões por 4 a 0 na Arena da Amazônia, no segundo jogo da Copa do Mundo na capital
Lorenna Serrão Manaus

No dia do segundo jogo da Copa do Mundo do Brasil, em Manaus, o céu da cidade não estava tão azul como na primeira partida, as equipes, Camarões e Croácia, não tinham grandes astros do futebol internacional, como Inglaterra e Itália,  muitos torcedores locais tinham comprado ingressos para esse confronto justamente por não terem conseguido entradas para os clássicos internacionais (Inglaterra x Itália e EUA x Portugal), e além disso, a partida era numa quarta-feira sem ponto facultativo.

Mas quem pensa que isso atrapalhou o jogo ou tirou a empolgação da torcida está meramente enganado. Aliás, as quase 40 mil pessoas que foram à Arena da Amazônia naquele dia 18 de junho de 2014, testemunharam uma grande partida de futebol, um jogo quente, não pela temperatura da cidade, mas sim pela tensão dos jogadores em campo.

A vitória de 4 a 0 da Croácia e a eliminação de Camarões, que era o próximo adversário da Seleção Brasileira, deixou os torcedores ainda mais empolgados. Mas dessa vez nada de festa “compartilhada”, foram os croatas que gritaram mais alto, bem mais alto mesmo! E quem não gritaria depois de ver a seleção do seu país vencer e convencer em uma Copa do Mundo?


A vitória da Croácia empolgou os torcedores na Arena

Até eu comemorei a vitória da Croácia porque o  futebol tem dessas coisas, né?! A alegria contagia a todos. Na hora do apito final eu estava na tribuna de imprensa “correndo” para finalizar o texto da partida. Mesmo assim parei por alguns segundos para ver a festa dos croatas na Arena, que naquele dia foi invadida pelas cores vermelha e branca. Mas se de um lado havia comemoração, do outro o que não faltou foi reclamação.
Os croatas festejaram o chocolate na segunda partida da Copa no Brasil e também a excelente atuação da sua principal estrela, Mandzukic - que não enfrentou o Brasil na estreia no dia 12 (para nossa alegria), mas que diante do Camarões marcou dois, dos quatro gols, em Manaus.

Já os Leões Indomáveis, naquele dia 18, ficaram sem a sua principal peça em campo. O atacante Eto’o, o mais aplaudido na chegada da equipe em Manaus, ficou no banco. Uma lesão no joelho direito o impediu de ajudar Camarões a se recuperar no Mundial. A derrota na capital amazonense tirou a equipe (que ainda enfrentou o Brasil) da Copa do Mundo.

A torcida de Camarões, claro, ficou triste com o resultado negativo. Na sala de coletiva, os jornalistas camaroneses estavam muito chateados. Um mais exaltado tentou culpar o treinador Volker Finke, que aparentemente abalado, apenas pediu desculpas. Perder é difícil, ser goleado e eliminado é ainda pior (nós, brasileiros, sabemos bem como é). Mas era Copa do Mundo e após o jogo, os croatas seguiram para a praça de São Sebastião, no Centro, onde continuaram a comemoração (sim, apesar do cansaço, eu também passei por lá para conferir a festa).


Lorenna Serrão
Editora-assistente

Publicidade
Publicidade