Publicidade
Esportes
UFC

Dileno Lopes embarca para fase de preparação no Rio de Janeiro visando o UFC

Mesmo sem saber adversário definido, amazonense se prepara para retorno ao octógono 12/04/2016 às 16:21
Show img 6165  1
Dileno foi vice-campeão do TUF Brasil (Fotos: Nathalia Silveira/Sejel)
acritica.com*

O peso Galo do UFC, Dileno Lopes, se prepara para voltar ao octógono mais famoso do mundo até junho deste ano. Por isso, e mirando melhor preparação, o lutador segue para o Rio de Janeiro nesta quarta-feira (13) para realizar um camp na academia Nova União, com o mestre Dedé Pederneiras. Para a temporada, ele conta com o apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O campo, é um intenso período de treinamento, que normalmente dura de oito a dez semanas antes de uma luta. É neste que treinadores ajudam o competidor a se preparar para a luta. Por ser o período mais intenso de treino, muitas lesões acontecem nesta fase.

O amazonense está de molho há oito meses, após uma lesão na perna direita, e afirma que está voltando mais concentrado e disposto a afinar seu jogo. "Tem alguns pontos que eu sei que eu posso e vou melhorar, como o meu Muay Thai. Esse camp vai ser muito bom para eu testar meus pontos fortes e aperfeiçoá-los. Além do que, vou poder ser avaliado pelo Dedé, que mais do que ninguém sabe dizer o que está certo ou errado e que caminho devo seguir", disse.

Sobre os adversários, Dileno diz não conhecer e não ter 'preferência' por nenhum. "Só quero estar preparado para quem vier", afirmou a cria do Alvorada, que teve contrato assinado com a franquia após batalha épica, em agosto do ano passado, contra Reginaldo Vieira na final do TUF Brasil, quando o paulista derrotou o amazonense por decisão unânime (29-28, 30-27 e 30-27), no card principal do UFC Rio 7 (UFC 190). Na época, Dileno assinou contrato de seis lutas com o Ultimate.

"Sou muito grato pela oportunidade do UFC e não quero decepcionar aqueles que confiaram em mim. Treino em Manaus com o Márcio Pontes, que é um mestre sensacional e até agora não penso em morar fora de Manaus. Meu objetivo é continuar aqui e quando possível e necessário realizar meus treinos lá fora. Se precisar, até fora do País, mas a minha força vem da minha terra, da minha casa e isso é importante para mim", comentou.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade