Publicidade
Esportes
CONFIRMADO

Diretor confirma saída de Daniel Alves do Barcelona

Diretor técnico do clube catalão confirmou a saída do lateral brasileiro em entrevista coletiva nesta quinta-feira. Daniel Alves talvez vá para a Juventus 02/06/2016 às 09:39 - Atualizado em 02/06/2016 às 14:19
Show alx daniel original
Daniel Alves em partida contra o Athletic Bilbao (Foto: Reprodução / Web)
acritica.com

Agora é oficial. Daniel Alves não jogará mais pelo Barcelona. A informação foi confirmada nesta quinta-feira pelo diretor esportivo do clube, Robert Fernández. O brasileiro de 33 anos tem mais um ano de contrato com o clube, mas uma cláusula permite aceitar alguma proposta e deixar o clube sem custos. Sobre o futuro do lateral-direito, a Juventus aparece como principal destino, mas a imprensa catalã afirmou na última quarta- feira que Dinorah Sant'Ana, representante do atleta, esteve em Paris para conversar com o PSG.

“Daniel Alves tem sido um jogador extraordinário, tem condições fantásticas. O tema da renovação do jogador em seu momento tem que ser analisado com tranquilidade, como foi feito. O Barça estava com uma punição da Fifa (na temporada passada) e não podia contratar jogadores. Contratamos Aleix Vidal e Arda Turan, mas não podiam jogar nem um minuto até janeiro. Naquele momento, a renovação de Dani era lógica e normal, porque era um jogador que teve uma temporada muito boa, e em todas as temporadas teve um comportamento fantástico. E Dani decidiu ir. É uma decisão muito pessoal que nós aceitamos e não há mais o que falar “, declarou Robert Fernández.

O dirigente do clube catalão falou ainda sobre os possíveis reforços e renovações de contrato no Barcelona. Neymar esteve como um dos temas mais abordados, seu contrato termina em 2018. Fernández acredita que o craque brasileiro permaneça no clube.

“Neymar está feliz e contente no Barça. Em nenhum momento, nem ele e seu staff, manifestaram alguma situação de nervosismo”, destacou o dirigente, que descartou qualquer investida do Real Madrid em Neymar.

Veja a carta publicada pelo jogador: 

"Em um mês fará oito anos de minha chegada ao Barcelona. Em julho de 2008, entrei pela primeira vez neste clube e vesti a camisa em que vivi as melhores e mais importantes conquistas da minha carreira profissional. Desde o primeiro dia, desde o primeiro treinamento e as ordens de Pep Guardiola, até o último desta temporada que se passou tive a sorte de poder disfrutar apaixonadamente do futebol. Tenho dezenas, centenas, milhares de imagens gravadas na mente de momentos compartilhados com todos vocês no Camp Nou, desde a grama dos grandes estádios mundiais, até as ruas de Barcelona... Tantas celebrações de gols, tanta felicidade em forma de títulos.

Sou um privilegiado, um futebolista trabalhador e honrado, a quem a vida permitiu vestir a camisa do melhor clube do mundo em uma década prodigiosa pela qualidade de seus jogadores e treinadores. Poderia mencionar um a um todos os extraordinários companheiros com quem tive o prazer de superar problemas e dificuldades nas múltiplas formas em que se apresentaram ao longo do tempo, mas prefiro lhes dar um agradecimento conjunto, porque no vestiário do Barça não há lugar para individualidades: ganhamos todos, perdemos todos. E trabalhamos juntos... Presidentes, "professores", corpo técnico, trabalhadores do clube. A todos eles, muito obrigado porque sempre vi meu esforço sendo recompensado com sua confiança e apoio.

Com esta carta não me despeço, só quero que saibam que tomei a decisão de buscar um novo desafio na minha carreira, porque as etapas - também as que são bonitas e gloriosas - hão de se abrir, disfrutar e acabar quando o momento se faz necessário. E meu momento é este. Me vou, mas voltarei, porque sou mais um culé. Obrigado por fazerem eu me sentir tão estimado", finalizou.

Publicidade
Publicidade