Sábado, 20 de Julho de 2019
BASE

Fast Clube pode utilizar treinador e jogadores do sub-19 para a Copa Verde

O técnico Darlan Borges trabalha há quatro anos nas categorias de base do Tricolor de Aço e pode comandar pela segunda vez o time na competição regional.



ZCR0220-02_p01_4C83134B-940E-4268-B977-2C10F7B81C45.jpg Foto: Arquivo AC
20/06/2019 às 15:14

O treinador do sub-19 do Fast Clube Darlan Borges tem sido cogitado para assumir o time que vai disputar a Copa Verde. Com dificuldades financeiras, a diretoria do clube pode apostar no profissional que trabalha há quatro anos na base do Rolo Compressor. E até mesmo pode mesclar a garotada com alguns dos jogadores remanescentes da série D.

“Por enquanto só especulações ainda não recebi nenhum comunicado da diretoria, mas caso o convite for feito será aceito. Falta um mês para a competição e nosso planejamento pode mesclar os remanescentes da série D, juntamente com os atletas que jogaram a copa do Brasil sub-20. E com alguns reforços que já jogaram na base do clube, esse é o pensamento, mas por enquanto nada definido, só especulações”, declarou Darlan Borges.

O vice-presidente do Fast Clube, Hugo Ribeiro, confirmou a possibilidade de contar com o treinador e alguns atletas da base fastiana. “O Darlan é cogitado pela diretoria para assumir a equipe. Além de ser funcionário do clube, é multicampeão nas categorias de base. E também vamos queremos utilizar alguns jogadores sub-19 assim como outros que jogadores que não tem mais idade para os juniores”, ressaltou o dirigente.

Com trabalho bem visto no Tricolor de Aço, Darlan Borges não é novidade na competição. Em 2016, o treinador comandou o Rolo na Copa Verde. O time, formado, na maioria por jogadores da base, perdeu as duas partidas na fase preliminar para o Águia de Marabá: 1 a 0 no jogo de ida em Manaus, e 3 a 0 no confronto da volta na cidade de Marabá (PA). Devido a exclusão da equipe paraense da competição pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), por escalação irregular do lateral Léo Rosa, o Rolo acabou voltando à competição nas oitavas-de final, mas acabou eliminado pelo Paysandu após empatar o primeiro jogo em 1 a 1, em Manaus, e perder novamente no jogo da volta. Desta vez por 3 a 0, em Belém.

Todos querem Ronan 

Mesmo sem acerto de renovação com o Fast Clube, o atacante Ronan comentou o interesse do Rolo Compressor no jogador para fazer parte do elenco da competição regional.

“O Fast que contar comigo sim, e eu tive uma conversa pelo celular com o presidente e ficamos de ver se chegaríamos a algum acordo. Eu prefiro aguardar e espero que o Fast Clube faça um bom campeonato”, concluiu.

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.