Publicidade
Esportes
Craque

Diretoria do Naça espera a chegada de mais um jogador vindo da Colômbia

Tressor Moreno foi o primeiro colombiano a ser contratado para a equipe. Nem mesmo chegou e a diretoria anunciou mais um jogador vindo do país vizinho 01/03/2016 às 21:55
Show 1
Tressor treinou nesta segunda-feira no clube
Anderson Silva Manaus (AM)

Além dos tradicionais atacantes brasileiros, agora o Nacional passou a apostar em jogadores estrangeiros. Ao menos sul-americanos. Um dia depois de apresentar o colombiano, Tressor Moreno, 37, como novo meia-atacante, a diretoria do Leão da Vila Municipal vai trazer mais um jogador do país vizinho.

De acordo com o diretor do Nacional, Gilson Mota, a equipe vai apresentar o atacante Álvaro Marquez ainda hoje. “Ele vai chegar nesta manhã. É um atacante da primeira divisão do futebol colombiano”, se limitou a dizer o dirigente.

“Estamos igual aos demais clubes brasileiros. Estamos contratando jogadores de fora do País. Vamos trazer mais dois do Equador (risos)”, brincou Gilson dando a entender que agora o Leão Amazonense é “internacional”.

“Vamos tentar só contratar mais um atacante, mas desta vez brasileiro”, afirmou.

Apelido do rival

O Nacional será o segundo clube brasileiro do colombiano Tressor. O jogador que recebeu o mesmo apelido rival Fast - Rolo Compressor - quando passou pelo Bahia em 2011, garante que está pronto para atuar pela equipe do Leão da Vila.

“Eu posso jogar, mas não sei por quanto tempo. Dentro do jogo vou saber se vou jogar 90 minutos. Mas espero entrar jogando, mas isso é determinação do treinador. O Nacional tem um bom time, então para mim é importante saber que posso ajudar”, declarou.

Quanto ao apelido: “Foi no Bahia que ganhei isso (apelido). Eu estou sabendo que o apelido é do rival do Nacional”, sorriu o jogador, que treinou com o clube na tarde de ontem.

O atacante chegou ao clube por intermédio de empresários. “É um empresário que trabalha com grandes jogadores no Brasil e na América do Sul e Tressor veio indicado por ele. Vimos o vídeo e ele é um jogador talentoso, era o que a gente estava precisando: um meia forte e inteligente para somar mais”, declarou Gilson.

O técnico Heriberto da Cunha aprovou a contratação. “As informações que tivemos dele foram boa e é um jogador que vem para somar. Tive boas referências dele”, garantiu o técnico.

Publicidade
Publicidade