Publicidade
Esportes
Craque

Diretoria do Rio Negro comemora garantia na Série A do Estadual e 101 anos de fundação

O clube comemorou na noite desta quinta-feira (13), com a tradicional festa que desde a década de 20 se tornou oficial no Salão dos Espelhos 14/11/2014 às 14:58
Show 1
O presidente Thales Verçosa tem motivos de sobra para comemorar os 101 anos do Galo
Anderson Silva Manaus (AM)

De volta à Série A do Campeonato Estadual e com o ânimo renovado para 2015, o Rio Negro comemorou, na noite de ontem, os 101 anos de fundação com a tradicional comemoração que desde a década de 20 se tornou oficial no Salão dos Espelhos do clube da Praça da Saudade: O Porto de Honra.

“A tradição começou na década de 1920. Os portugueses tinham o costume de tomar o vinho do Porto. A dona da casa onde os primeiros fundadores se reuniam serviu um cálice com o vinho do Porto. Começou, então, o que viria a ser o Porto de Honra”, destacou o presidente do clube, Thales Verçosa.

O aniversário também marcou a comemoração do centenário do futebol do clube. O ano de 1914 foi o primeiro em que o Rio Negro entrou em campo para uma partida de futebol.

“Como estamos comemorando os 100 anos de futebol, os ex-jogadores Clóvis (Aranha Negra), Sabá, Catita e o Horácio serão homenageados. Alguns torcedores também receberão homenagens, como o Dr. Gersey que é um dos nossos colaboradores e o técnico Adnamar Abib, que foi treinador por 12 vezes do clube”, frisou.

A festa sofreu cortes de custos - devido ao pagamento das dívidas dos clube. Mesmo assim não perdeu o brilho das comemorações anuais. “Nós não fizemos nenhuma coisa grandiosa, pois estamos dando preferência para o pagamento das nossas dívidas, mas fizemos um evento significante com um show no final e homenagens aos rionegrinos”. afirmou o dirigente.

Série a 2015 Com o time garantido na divisão de elite do futebol amazonense, Thales Verçosa não esconde a alegria da assertividade do traballho realizado à frente do clube. “Nós estamos conseguindo atingir os nossos objetivos. Agora vamos atrás da conquista do campeonato”, declarou.

Para o dirigente, a permanência de alguns jogadores e da comissão técnica é fundamental. “Alguns foram cedidos pelos nossos co-irmãos, como Nacional, Manaus F.C... Temos bons jogadores com nível técnico excelente que vão continuar”, garantiu.

Publicidade
Publicidade