Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.png
publicidade
publicidade

Laranja descasca

Dirigentes do Holanda alfinetam Sul América

Elenco ' vazio' do Sulão é contestado pelo clube, que torce contra o Penarol


25/04/2013 às 10:31

A falta de condição do Sul América de relacionar 18 jogadores para o confronto de domingo, contra o Penarol, em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), no domingo, às 15h30, deixou o presidente do Holanda, Paulo Radin, e o técnico, Marcelo Gigoski, indignados. O confronto entre o Trem da Colina e o Leão de Itacoatiara interessa à Laranja - que precisa vencer o Princesa do Solimões, no mesmo dia e horário, e torcer para que o desfalcado Sul América arranque pelo menos um empate contra o Penarol. Mas, na opinião do treinador e do dirigente, essa combinação de resultados não acontecerá. Aliás, para os dois, o confronto entre o Penarol e o Sul América só acontecerá porque o time do bairro da Glória será penalizado se não comparecer ao estádio. “Se não existisse a punição de dois anos de exclusão de qualquer competição para um clube que não compareça a um jogo, não tenho dúvida que o Sul América nem iria a Itacoatiara”, assegurou Paulo Radin.

Para o técnico Gigoski, comparecer com apenas 15 jogadores ou não jogar dá no mesmo. “O time vai cheio de reservas. Não tem mais risco de cair. Com jogadores reservas, vou esperar o que? Milagre? Vencer o Penarol, em Itacoatiara, já é difícil com o time completo, com o remendado então...”, comentou o treinador do Holanda, que foi além. “Se eu fosse treinador do Sul América, ou jogador, não participaria dessa atitude anti-esportiva e anti-ética. A Federação deveria punir o Sul América. Ora, o campeonato ainda não acabou e esse é um jogo decisivo para duas equipes. Mas essas coisas não acontecem só aqui. É no Brasil inteiro”, disse o técnico gaúcho da Laranja. Ambos, no entanto, admitem que a situação em que o Holanda se encontra é culpa de seus próprios erros no segundo turno.

Resposta

Ao saber da indignação do Holanda com o clube que preside, Luiz Costa partiu para o ataque, pediu respeito ao Sul América e disse que quem critica a situação do Trem da Colina não entende nada de futebol. “Não temos culpa se a maioria do nosso plantel está suspensa com o terceiro cartão amarelo. Não iremos para Itacoatiara com 15 jogadores porque quisemos, mas por forças das circunstâncias. Garanto três coisas: ele (Marcelo) jamais será técnico do Sul América, enquanto eu estiver aqui, vamos vencer e oferecer a vitória a ele (Marcelo Gigoski) e, mesmo assim, eles não vão se classificar, pois não vencerão o Princesa. Esse rapaz tem que respeitar um clube de 81 anos de existência”, respondeu irritado o presidente do Trem da Colina.

publicidade
publicidade
Masters do Corinthians enfrenta Seleção Evangélica do AM na Arena em maio
Ball Cats vai em busca do título da Champions Ligay em Brasília
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.