Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
FUTEBOL DE BAIRRO

Disputas entre 'boleiros' da capital encerram 2017 com união e solidariedade

Confrontos entre casados e solteiros, flamenguistas e vascaínos, e Amigos do Thiaguinho e Amigos do Fabinho agitam a Compensa, Cidade Nova e bairro da União



curubal.jpg Campo do Curubal, na Cidade Nova, vai ficar pequeno para mais um Flamengo e Vasco, duelo que acontece há mais de 20 anos (Foto: Herlam Pechar/Freelancer)
30/12/2017 às 11:16

Todo fim de ano, o cenário é o mesmo. Época de reunir a família, reencontrar os amigos e ajudar o próximo. No futebol, esse espírito solidário toma conta de vários estádios espalhados pelo Brasil, com partidas beneficentes e craques do presente e do passado em campo com o intuito de transformar gols em ajuda aos mais necessitados.

Em Manaus, não é diferente. Por todas as zonas da cidade, as tradicionais peladas entre amigos e jogos festivos também fazem parte do calendário de diversos bairros da capital nessa época do ano, proporcionando alegria e integração entre os moradores.

O bairro da Compensa 2 é um exemplo disso. Amanhã, às 16h, o campo do CSU da comunidade, localizado na rua Prosperidade, recebe o tradicional jogo entre Casados e Solteiros da rua Natal, uma das mais antigas e tradicionais confraternizações do bairro. Com mais de 20 anos de história, a partida beneficente tem o intuito de arrecadar alimentos para ajudar famílias carentes e proporcionar o encontro entre moradores e ex-moradores para “bater uma bola”.

Morador do bairro desde a década de 1970, o funcionário público Manuel Queiroz é um dos idealizadores do clássico. “Tatu”, como é conhecido no bairro, conta que tudo começou quando seus amigos da época decidiram se reunir para jogar bola. “Éramos jogadores de futebol, tínhamos nossas peladas, mas por conta de trabalho, a gente não conseguia mais se ver. Então, decidimos nos reunir final do ano para bater uma bola. Acabou que foi dando certo e acontece até hoje”, conta Tatu, de 46 anos

Além dos festejos, a partida também tem o lado da soliedariedade. Cada jogador que participa da partida tem que levar 2 quilos de alimento não perecível, uma forma de poder ajudar famílias carentes do bairro e adjacências. Para Manuel, atravessar gerações também é fundamental. “Nosso maior objetivo também é manter essa pelada. De geração a geração, mostramos a importância desse evento para nossos filhos e para a comunidade. Meu filho mais novo já participa pelos solteiros”, conta o morador.

Em 27 confrontos, os casados tem 15 vitórias, enquanto que os solteiros superaram os ‘amarrados’ em 12 oportunidades. E ai, quem será que vai dominar este ano?

Flamenguistas e vascaínos em busca do título

No ritmo das tradicionais peladas de fim de ano em Manaus, o campo do Curubal, que fica entre as ruas Poracanã e Itaciara, no bairro Cidade Nova, zona norte da capital, promete tremer amanhã com o ‘Clássico dos Milhões’ da comunidade. A partir das 11h, Flamengo e Vasco se enfrentam, numa partida simbólica entre moradores e ex-moradores do bairro.

A confraternização, que acontece há mais de 20 anos, coloca em campo peladeiros de três gerações do bairro. O vascaíno Rosano Braga, de 52 anos, conta que a ideia inicial era fazer um mini-torneio carioca. “A nossa vontade era reunir torcedores de Vasco, Flamengo, Botafogo e Fluminense. Mas como não teve quórum, decidimos fechar apenas nos dois clubes”, afirma Rosano, que mora no bairro desde 1981.

O veterano, que atua como zagueiro pelo lado dos cruzmaltinos, afirma que o time foi campeão nos dois últimos anos. “Mesmo com time inferior, vamos com tudo para manter o rival como freguês”, conta Rosano. Já pelo lado flamenguista, a ordem é manter a hegemonia no bairro. Para Éder Lima, morador do bairro há 30 anos, acabou a baba do arquirrival.

“Em todos esses anos, fomos campeões em quase todos os jogos, mas deixamos eles ganharam para não perder a graça. Mas agora, vamos parar com a graça”, conta o morador, que atua como meio-campista no time homônino do Flamengo. Outro Flamengo x Vasco que acontece neste fim de semana é o do Campo do Vicentão, no Aleixo, às 19h deste sábado.

Solidariedade e ajuda pela vida na União

Amanhã, o campo Boca do Jacaré, no bairro da União, Zona Centro-Sul de Manaus, será palco de uma partida beneficente em prol da vida humana. A partir das 10h, Amigos do Thiaguinho e Amigos do Fabinho fazem partida amistosa com o intuito de ajudar Willacy Dias da Silva, morador da Alvorada e conhecido entre os peladeiros do bairro.

A tradicional partida, que acontece desde 2012, quer arrecadar fundos para ajudar Willacy Dias da Silva, que foi diagnosticado com dois tumores no cérebro este ano.

Segundo um dos organizadores da partida, Fabinho, é fundamental a ajuda de moradores e jogadores. “Nosso amigo Alan, como é conhecido, passou por uma cirurgia delicada, está se recuperando, então decidimos fazer essa partida para ele”, conta Fabinho.

Quem quiser participar, poderá fazer doações de alimentos, produtos de higiene e até em dinheiro no dia do jogo. Mais informações: 99476-4504

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.