Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
HISTÓRICO

Djokovic bate Federer em Wimbledon na final mais longa da história dos Grand Slams

Roger Federer chegou a ter dois match points no quinto set, mas Djokovic salvou e conseguiu fechar a épica partida, que teve quase cinco horas de duração



000_1IR43N_7DC90BA7-7A75-45AA-BA00-DD2A048C535F.jpg Foto: AFP
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
14/07/2019 às 14:46

O sérvio Novak Djokovic, tenista número 1 do mundo, conquistou neste domingo o título de Wimbledon pela quinta vez na carreira ao derrotar o suíço Roger Federer em cinco sets numa final épica, a mais longa da história dos Grand Slams.

Djokovic precisou de quatro horas e 55 minutos para derrotar o suíço, número 3 do mundo, por 7-6 (7/5) 1-6, 7-6 (7/4), 4-6 e 13-12 (7-3), recorrendo pela primeira vez a um tie-break final no 12-12 após a mudanças de regra em Wimbledon.



Durante a partida, já no quinto set, Roger Federer teve duas oportunidades para fechar o jogo em 9-7. Ele havia quebrado o saque do sérvio e sacava com 40-15 no placar. Porém, Djokovic conseguiu salvar os dois match points e superou aquele que é tido como o maior jogador de tênis de todos os tempos, impedindo que Federer obtivesse sua nona conquista em Wimbledon. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.